Siga
'Minha vida parou', diz dono de bicicleta sobre jovem tatuado

Brasil

‘Minha vida parou’, diz dono de bicicleta sobre jovem tatuado

O dono da bicicleta que seria supostamente roubada pelo adolescente que teve a testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão”, na última sexta-feira (9), disse que não consegue “nem dormir nem comer” após o ocorrido. Ademílson de Oliveira, de 31 anos, acredita que a tortura feita com a vítima não foi justa.

No momento do ocorrido, em São Bernardo do Campo (ABC paulista), Oliveira afirmou que estava no médico.

“Quando cheguei, o Maycon contou que tinha impedido o furto da minha bicicleta e mostrou o vídeo. Aquela imagem não sai da minha cabeça. Eu não consigo dormir nem comer. Minha vida parou”, afirmou.

De acordo com a Folha de S. Paulo, Oliveira declarou que se estivesse na pensão, onde o adolescente de 17 anos foi torturado, teria impedido a ação.

+ Hacker que clonou celular de Marcela Temer tem habeas corpus negado

“O que fizeram não foi certo. Ele não iria muito longe com minha bicicleta porque todo mundo conhece ela. Queria encontrar com a família desse menino para falar que eu não tenho nada a ver com isso”, disse.

Fonte: Noticias ao Minuto

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho

Publicidade

Aggio Climatização