Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil


Educação

Coordenadores Regionais de Educação visitam Colégio Tiradentes de Jacy-Paraná e destacam sua organização

Profissionais da educação do governo de Rondônia que visitaram na tarde desta quarta-feira (9) o Colégio Tiradentes da Polícia Militar Unidade Jacy-Paraná (CTPM II) não têm dúvida de que regras estabelecidas de forma transparente, cumpridas por exigência de uma direção comprometida com a educação, fazem a diferença na unidade de ensino.

Conhecer a escola cujos alunos tem interesse pela aprendizagem, acumulam prêmios em robótica e se destacam no esporte e outras atividades extracurriculares fez parte da agenda de trabalho de mais de 70 técnicos de 18 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) e da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) que participam até quinta-feira (10), em Porto Velho, de reunião do Comitê Gestor de Políticas Públicas e reunião administrativa da pasta.

“Este encontro é tradicionalmente realizado no hotel Rondon. Entretanto, se falamos de boas práticas, trabalhamos e perseguimos isso, nada melhor do que conhecer um lugar que produz resultados positivos com boas práticas na educação”, disse o secretário Waldo Alves. Ao falar para os alunos que entravam em forma {se colocam em fila, cantam o hino à bandeira e exaltam os valores da escola}, o secretário ressaltou que o Colégio Tiradentes da Polícia Militar Unidade Jacy Paraná se destaca porque “vocês fazem a diferença”.

O governador Confúcio Moura almoçou com a equipe da educação no colégio, e acompanhou parte das atividades, como a apresentação do sistema eletrônico de informação dos índices e dados educacionais obtido do estado de Goiás, mediante  acordo de cooperação intermediado por ele junto ao Consórcio Brasil Central (CBC). A apresentação do sistema, alimentado por grupo de trabalho durante 24 horas, segundo o secretário, foi feita pelo assessor Bernardo Nagel.

Goiás, segundo Nagel, saiu do 16º lugar no Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb) no ensino médio para o primeiro lugar em quatro anos. Nos anos finais do ensino fundamental, Goiás ficou em segundo lugar no Ideb, superando estados como São Paulo e Rio de Janeiro. O estado desenvolve o programa Pacto pela Educação, conjunto de medidas que visa melhorias dos indicadores educacionais, e em Rondônia o programa em implementação é chamado de Pacto pela Aprendizagem.

A gerente pedagógica da Coordenadoria Regional de Cacoal, Célia Klein, disse que não conhecia nenhuma escola dirigida por militar até esta quarta-feira (9). “A primeira coisa que me chamou a atenção foi essa questão da organização e postura dos alunos. Comportados, alunos que aparentemente se gostam e ajudam uns aos outros e tem sempre um sorriso no rosto. Isso me chamou muito a atenção”, disse.

Outro indicativo do diferencial do colégio surgiu, segundo Célia, quando conversou com alguns estudantes. “Eles sabem o que querem. Um dizia vou ser campeão de Jiu-Jitsu, vou ser médico e assim por diante. Já decidiram por uma carreira a seguir, por mais que estejam no sexto ano do ensino fundamental já tem um sonho, uma perspectiva de vida. Quando se tem um sonho, faz diferença. Em muitas escolas, muitos alunos chegam no ensino médio sem saber o que fazer com a vida dele”, avaliou a gerente pedagógica.

Tanto Célia quanto Kátia Gomes Cardoso, da área administrativa da Coordenação Regional de Educação de Machadinho, observaram a disciplina como motor importante do bom funcionamento da escola, considerando que a gestão compartilhada com militar traz resultados. “A organização, a limpeza e as regras chamam minha atenção”, disse Kátia, registrando em fotos o que a encantava em cada detalhe observado na escola. “Quero mostrar essas fotos lá em Machadinho”, disse.

Uma das paredes que alegram o colégio abriga um amplo mural onde estão expostas pinturas feitas por estudantes como Raquel Scheila Sales, do 3º ano do ensino médio, que reproduziu a ponte histórica de Jacy-Paraná numa tela em acrílica, e Débora Noemi de Souza Maia, que pintou um ipê amarelo.

Os 813 estudantes do Colégio Tiradentes da Polícia Militar Unidade Jacy-Paraná (CTPM II) não entram com celulares nas salas de aula, são suspensos caso desobedeçam regras, são avaliados não apenas pelo conteúdo mas também pela disciplina, ajudam a limpar ambientes da escola e exercem a liderança ao se responsabilizar, por exemplo, pela utilização em rodizio das mesas de pingue-pongue colocadas em um espaço próximo à sala CA (Corpo de Aluno).

Nesta sala  um “xerife”, nas palavras da tenente Erika Ossuci, diretora do colégio, registra a retirada dos apetrechos para o jogo da turma que representa. Caso um aluno da turma não saia da mesa de jogo quando concluir o horário da atividade, a sala será suspensa do pingue-pongue durante três meses. “Isso nunca aconteceu”, garantiu a tenente Ossuci aos coordenadores que ouviam com atenção sua exposição sobre regras e gestão da escola, que avalia os professores continuamente sem que “se sintam melindrados ou constrangidos” por isso.

O governador Confúcio Moura, ao saudar os estudantes, após o almoço, disse que as escolas geridas de forma compartilhada com militares foram primeiramente instaladas pelo Exército brasileiro, e se consagraram como as melhores escolas do país. Em Jacy-Paraná, lembrou, o Colégio Tiradentes da Polícia Militar surgiu em 2014 por uma necessidade de “sobrevivência da juventude”, refém das drogas e da violência.

“Demos a resposta, essa realidade mudou. Vocês estão numa grande escola. Uma escola pública, gratuita, bem dirigida, que é um sucesso. Vocês estão aqui para vencer. É um colégio extremamente bem projetado, com espaços de ventilação e claridade”, destacou o governador.

A coordenadora regional de Educação de Porto Velho, Irany de Oliveira Lima, entregou à diretora Erika Ossuci um diploma de honra ao mérito pelo trabalho de “excelência, dedicação e excepcional espírito de abnegação” no desempenho das funções de direção.

Ao receber os coordenadores, autoridades e equipe técnica da Seduc Erika Ossuci disse que se sentia lisonjeada com a escolha, que tem sido um aprendizado administrar o colégio e se colocou  à disposição para compartilhar experiências bem-sucedidas.

PROGRAMAÇÃO

Outros temas tratados na programação de trabalho foram formação continuada; projeto Asas do Saber e auxilio permanência no ensino médio, pela diretora-geral de Educação Maria Angélica Ayres, e chamada escolar, por Aparecida Meireles.

O encontro de trabalho dos coordenadores regionais de educação e técnicos da Seduc prossegue nesta quinta-feira (10), na escola Brasília, com apresentação de experiências exitosas das escolas de ensino médio em tempo integral (Escola do Novo Tempo); projeto Práticas de Integração Escola e Família; projeto Joga na roda e procedimentos eficazes de avaliação na sala de aula. A partir das 10h30 o secretário Waldo Alves faz reunião administrativa com os coordenadores das CREs, e na parte da tarde as recomendações da última reunião do Comitê Gestor de Políticas Públicas são retomadas, e socializados os temas dos grupos de trabalho.

Fonte: Secom

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!


Deputado Jesuíno Boabaid

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Educação