Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil
Jorge Masvidal Demian Maia é o lutador mais unidimensional do UFC


Esporte

Jorge Masvidal: “Demian Maia é o lutador mais unidimensional do UFC”

Num evento repleto de lutadores gentis e respeitosos, Jorge Masvidal é a exceção à regra. Não que o adversário de Demian Maia no UFC 211 deste sábado não tenha respeito pelo terceiro colocado do ranking peso-meio-médio do Ultimate, mas o americano de raízes cubanas foi o único a dar declarações mais contundentes sobre sua luta. “Gamebred” compareceu ao “media day” todo vestido de preto e disse ao site “MMA Fighting” que o fez porque estava premeditando o “assassinato” do lutador brasileiro. Ao Combate, Masvidal fez um elogio ao oponente que mais parecia um desdém, e prometeu anular suas qualidades.

– Ele é o número 1 agora, e Demian Maia traz muitas coisas especiais. Ele é provavelmente o lutador mais unidimensional do elenco, mas sua única dimensão é tão profunda, ele é tão bom nisso, que ele pode vencer os caras só sendo bom numa coisa. Acho que meu wrestling defensivo e minhas habilidades de defesa no grappling são melhores que seu ataque, então isso vai mostrar ao mundo: “Esse cara não é só um bom striker, mas é também um bom grappler, esse cara é um bom lutador”. Todos os dias, vou para o tatame e faço wrestling, enfrento campeões mundiais de jiu-jítsu em Abu Dhabi, caras que são bons wrestlers e fazem isso desde os sete anos. Treino com eles e bato neles. Quando vocês falam com eles sobre mim, eles te dizem: “Esse cara é um grappler”, e quando perguntarem a strikers, não vão dizer que sou grappler, vão dizer: “Esse cara é um striker”. Porque eu só faço isso, não faço nada além de treinar e me colocar na melhor forma. Não é só porque quero dinheiro, mas porque é algo que gosto de fazer. Tem gente que gosta de jogar futebol ou basquete, eu gosto de lutar e de treinar. Por isso que cheguei onde estou, não fiquei bom da noite pro dia – disse o americano.

Masvidal estava inspirado. O lutador tira motivação de uma percepção de que é desprezado tanto por fãs quanto pela imprensa, e sentiu um aumento de atenção desde que derrotou Donald Cerrone em janeiro. Isso o deixou ainda mais irritado.

– A mídia não me apoiar não coloca dinheiro na minha mesa. Quando eu vou lutar, as pessoas não me conhecem. “Quem é esse cara? Ele tem 13 mil seguidores, hahaha, vai ser nocauteado por este outro que tem um milhão”. É a coisa mais estúpida que já ouvi em toda a p*** da vida. Sou um lutador, não dou a mínima para as mídias sociais. Só quero lutar. Se é isso que você quer ver, um cara que luta desde criança, então assista às minhas lutas. Esqueça minha carreira no UFC, veja o que eu fiz no Japão, veja o que eu fiz no Strikeforce. Veja o que fiz fora deste show. Enfrento os melhores do mundo há anos, aí chego no UFC e eles me empurram para o fim da fila. Tenho que enfrentar ex-The Ultimate Fighter, Zé Ninguém, promessas, outro ex-TUF… Que p***, eu estou aqui para enfrentar os melhores, só isso. Eu finalmente cheguei nesse lugar. Enfrentei o (Jake) Ellenberger, que é ranqueado, enfrentei o Donald, que é ranqueado, e agora vou enfrentar Maia, que é um dos melhores caras da divisão. Mas eu deveria estar aqui há muito tempo, não só agora – desabafou.

“Gamebred”, contudo, não está completamente pronto para a atenção extra. Criado em bairros humildes de Miami, onde participou de lutas em quintais e garagens no gueto por dinheiro, o descendente de cubanos admitiu que ainda se sente um brigador de rua com algo a provar.

– Esse cara está dentro de mim onde quer que eu vá, por isso que é difícil para mim lidar com o pouco de fama que eu tenho. As pessoas ficam me olhando nos lugares aonde eu vou e não dizem nada, apenas olham. Quando eu era jovem e ficavam olhando para você, talvez quisessem te roubar, especialmente de onde venho. Venho de um lugar muito humilde. As pessoas começam a falar contigo e você não sabe o que estão planejando. Pra mim, é muito impressionante lidar com isso, com a mídia, todo mundo falando comigo. É algo que está comigo, venho de um lugar humilde e sempre serei esse mesmo cara, não importa o que aconteça – contou o peso-meio-médio.

O Combate transmite o UFC 211 ao vivo e com exclusividade no próximo sábado, a partir de 19h (horário de Brasília). O Combate.com acompanha o torneio em Tempo Real e exibe as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo ao vivo. Nesta sexta-feira, site e canal transmitem a pesagem cerimonial ao vivo a partir de 19h50. Confira o card completo:

UFC 211

13 de maio, em Dallas (EUA)

CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Stipe Miocic x Junior Cigano
Peso-palha: Joanna Jedrzejczyk x Jéssica Bate-Estaca
Peso-meio-médio: Demian Maia x Jorge Masvidal
Peso-pena: Frankie Edgar x Yair Rodríguez
Peso-médio: Krzysztof Jotko x David Branch
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h15, horário de Brasília):
Peso-leve: Eddie Alvarez x Dustin Poirier
Peso-leve: Chas Skelly x Jason Knight
Peso-leve: Marco Polo Reyes x James Vick
Peso-palha: Jessica Aguilar x Courtney Casey
Peso-pena: Jared Gordon x Michel Quiñones
Peso-pesado: Chase Sherman x Rashad Coulter
Peso-pena: Gabriel Benítez x Enrique Barzola
Peso-meio-pesado: Joachim Christensen x Gadzhimurad Antigulov

Fonte: SporTV

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Esporte