Siga
Goto: Orondoniense

Esporte

Rondoniense volta a Porto Velho após cruzar a América do Sul em uma Scooter

Após o que pareciam quase longos quatro meses e 23 mil km, chegou logo após às 16h30 da tarde quente de sexta feira (06) Marcelo Aguiar José Dias, em frente a loja Bingool, em Porto Velho, onde ele era muito aguardado por familiares, amigos e imprensa. Vindo com batedores de amigos motociclistas pela Avenida Rogério Weber, Marcelo cruzou a pista e adentrou na frente da loja, onde já foi saudado com foguetes e muita vibração, como estivesse completada a maior prova de resistência de sua vida e conseguido superar com louvor mais um sonho.

A viagem, já considerada histórica, foi feita por Marcelo Dias em cima de uma moto Scooter de 125cc da Yamaha, e com essa máquina, chamada por ele de “Guerreira”, o aventureiro deu início a essa jornada incrível e sem precedente, pois no roteiro trilhado por ele, todo planejado, cruzou a Transamazônica e desceu pela costa brasileira para ir até Ushuaia, na Argentina, um velho sonho seu, a chamada “cidade do fim do mundo”, depois retornou pela costa da cordilheira dos Andes, subindo até o Acre e vindo pela BR 364 até chegar a capital rondoniense.

Nesse período de viagem e aventura, Marcelo transformou as suas redes sociais, Facebook e Instagram, em seu diário de bordo, com vídeos (muitos) e fotos (outras centenas) com pequenas narrativas contando cada parada, cada etapa e meta cumprida. Com uma câmera Go Pro instalada em seu capacete, em seus vídeos, muitas vezes Marcelo colocou o internauta como o co-piloto de sua moto, e cruzou pista com cenários deslumbrantes, passando por vilarejos, estradas desertas e com neve, conhecendo gente, fazendo novas amizades.

Em entrevista dada ao site O Rondoniense – veja AQUI – , semanas antes do início da aventura, Marcelo disse, essa aventura nasceu de um sonho seu desde 1996 quando realizou sua primeira viagem de bicicleta divulgando o corredor de exportação, a saída para o Pacífico.

Com um currículo invejável de aventuras notáveis como fazer uma expedição de Fusca saindo do Acre para chegar na fronteira do Peru, ou ainda ir até a cidade mais alta do mundo que fica a 5.100 metros de elevação, La Rinconada (Peru), onde chegou a superar a altitude indo um pouco além e cravando 5.350 metros, Marcelo não é um sonhador, onírico, mas é capaz de realizar, fazer e ir além do que os seus sonhos permitem, deixando belas histórias de aventuras e um legado que ainda tem muito o que mostrar.

Logo após a sua chegada no Bingool o site O Rondoniense conversou rapidamente com Marcelo, que ainda estava muito emocionado, processando várias emoções e não escondendo a felicidade com um grande sorriso estampado no rosto.

O RONDONIENSE – Qual é a emoção de chegar agora, aqui em Porto Velho, depois de cumprir toda as etapas e a meta que você alcançou?

MARCELO DIAS – Eu ainda estou fora de área. Ainda está caindo a poeira. Quase 23 mil quilômetros e quase quatro meses, dia 15 completaria quatro meses que dei início a viagem.

O RONDONIENSE – E a próxima missão, outro sonho a ser realizado, já tem ideia do que vai ser?

MARCELO DIAS – Volta ao mundo, já pensou? Uma estrada que eu tenho um sonho de fazer é a Transiberiana. Quem sabe?

O RONDONIENSE – E agora é hora do descanso?

MARCELO DIAS – Sim, descanso e passar um tempo com a família. No momento certo eu penso em outra aventura. Momento de descansar.

Quem quiser saber e ver essa jornada do Marcelo Dias, basta entrar em seu Facebook, que tem o roteiro completo, vídeos, fotos e pequenas narrativas que pontuaram cada etapa. MARCELO DIAS EXPEDIÇÃO

Fonte: Orondoniense – Marcos Souza

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho

Publicidade

Aggio Climatização