Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil
Polícia Civil coordena reprodução simulada para esclarecer crime na Capital
Foto: Assessoria

Polícia

Polícia Civil coordena “reprodução simulada” para esclarecer crime na Capital

Polícia Científica, Ministério Público Estadual e investigado participam da diligência

A Polícia Civil do Estado de Rondônia por meio da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (DEDT) coordenou no último sábado (01/04), a realização de reprodução simulada popularmente conhecida como “reconstituição do crime”, para esclarecer detalhadamente a dinâmica dos fatos investigados no inquérito policial 758/2017/PP.

A diligência foi executada na Rua Aruba, entre as ruas Antônio Fraga Moreira e Antônio Violão, bairro Tancredo Neves, zona Leste da Capital, em via pública, no mesmo local, hora e dia da semana, reproduzindo as condições mais semelhantes o possível com as da ocasião do acidente de trânsito fatal que vitimou Sandra Silva.
Os trabalhos duraram cerca de 3 horas. O local foi isolado e a rua onde tudo aconteceu foi interditada temporariamente. Testemunhas narraram a dinâmica e indicaram pontos de repouso do veículo, vítima, calçados. Numa viatura foi realizado o trajeto várias vezes junto com o investigado e o perito, em velocidades diferentes até sanar os questionamentos técnicos. A promotora do caso acompanhou todos os procedimentos junto com o delegado da DEDT, realizando questionamentos, anotações e arrolando testemunhas.

A partir da observação do espaço e apontamentos de testemunhas e do investigado, cenas foram reproduzidas para firmar considerações técnicas sobre o comportamento dos envolvidos e ambiente, como velocidade do veículo, ponto de colisão, posição de repouso, distâncias e dimensões, tráfego na região, sinalização, condições de pavimento, iluminação, entre outros. A perícia ainda realizará o exame no veículo que foi recolhido ao pátio do Detran por ocasião do sinistro. O resultado da diligência será a expedição de laudo pericial a cargo da Polícia Científica (Politec), promovendo respostas a quesitos e afirmações que indicarão, a partir das informações coletadas, a causa determinante do acidente.

A reprodução simulada teve a participação da Polícia Civil, Politec e Ministério Público Estadual (MPE), coordenados respectivamente pelo Delegado de Polícia Dr. Osmar Casa, Perito Criminal Dr. Carlos Eduardo S. e Silva e Promotora de Justiça Dra. Andréia T. Vicentini Rocha. Acompanhado de sua advogada, o investigado também participou da diligência. Vale ressaltar que na manhã da última terça-feira (04/04), mais duas testemunhas foram ouvidas na DEDT, para esclarecer dúvidas sobre o caso.

De acordo com o Delegado titular da DEDT, Osmar Casa, o objetivo desta reprodução simulada foi “preencher a lacuna de informações periciais. O local não foi periciado logo após o acidente devido ter sido desfeito. Assim a reprodução simulada vai fortalecer o conjunto probatório, esclarecendo pontos divergentes, obscuros e firmando a causa do acidente, cujas conclusões serão colocadas à disposição dos atores processuais, tanto Judiciário, Ministério Público como a defesa”, explica o Delegado.
Entenda o caso

Na noite de (11/03), sábado, por volta das 20h, na Rua Aruba, imediações do numeral 8331, Sandra Silva foi atropelada por um veículo cujo motorista apresentava sinais de embriaguez. Sandra foi socorrida e o suposto infrator foi conduzido pela Polícia Militar à Central de Flagrantes.

O referido inquérito policial teve imediata deflagração pela Polícia Civil, mediante auto de prisão em flagrante pela embriaguez na direção. Verificou-se que o suposto infrator já possuía outras passagens policiais, sendo duas também por embriaguez na direção. No dia seguinte a vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O procedimento foi redistribuído para a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (DEDT) que concluiu a investigação indiciando o investigado também pela morte da vítima. Posteriormente, com a concessão de liberdade provisória, e por consequência maior prazo para diligências, o Ministério Público solicitou a reprodução simulada a qual foi executada para que os fatos fossem mais bem esclarecidos.

Fonte: ASCOM/PCRO

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Polícia