Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil
Boabaid concede entrevista e comenta temas polêmicos
Foto: Assessoria

Política

Boabaid concede entrevista e comenta temas polêmicos

O deputado Jesuíno Boabaid (PMN) concedeu entrevista ao apresentador Paulo Benito, do programa Amazônia Entrevista. Esteve presente ainda o professor Josenir Lopes Dettoni, da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), que participou das discussões sobre temas como a Figura A, Lei de indenização dos bancos e também sobre a decisão do STF referente à proibição de protestos realizados por militares.

Boabaid concede entrevista e comenta temas polêmicos

Foto: Assessoria

FIGURA A

O tema que foi discutido ao mesmo tempo na Assembleia Legislativa e Prefeitura de Porto Velho é de grande importância para milhares de moradores da região central da Capital. Vários bairros formam a “Figura A”, porém, três deles estão em destaque, pois a regularização dos terrenos está com iminência de sair. São eles: Arigolândia, Panair e parte do bairro Pedrinhas.

Boabaid lembrou que nasceu no bairro Arigolândia, e atendendo pedidos realizou audiência pública no ano de 2015, a primeira de sua gestão, para tratar sobre a regularização dos bairros. O parlamentar conseguiu ainda suspender a cobrança que era feita aos moradores por parte da Secretaria do Patrimônio da União (SPU). Em Brasília, Jesuíno Boabaid foi até à SPU e cobrou informações sobre o processo. Na última segunda-feira (3), foi assinado pelo prefeito da capital, Hildon Chaves, o contrato garantindo aos moradores dos três bairros supramencionados, a garantia da titularidade de seus lotes, alguns deles com ressalva.

“Esta não é uma vitória apenas minha, mas de outros deputados estaduais, federais, vereadores e também do prefeito. O mais importante é que as famílias agora podem dormir tranquilas” concluiu Jesuíno.

A Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Habitação de Porto Velho tem o prazo de cinco anos para entregar as escrituras aos moradores.

LEI DOS BANCOS

O professor Josenir indagou ao parlamentar a lei, de sua autoria, sobre os clientes que têm direito a receber indenização, caso aguardem mais que o necessário por atendimento. Boabaid comentou que foi promulgada nesta semana a lei nº 4008 de 28 de março de 2017, que dispõe sobre o pagamento de indenização pelas instituições bancárias aos seus usuários, nos termos da lei 3.522 de 24 de março de 2015, garantindo a indenização aos clientes que permanecerem na fila mais que o tempo previsto na lei, que é de 20 minutos em dias normais e 30 minutos em dias vésperas ou após feriados.

O cliente que aguardar além do estipulado na lei deverá receber indenização no valor de 17 Unidade Padrão Fiscal (UPF), sendo que a unidade está estipulada em R$65,21 ou seja, o cliente indenizado receberá a quantia de R$1.108,57 (mil cento e oito reais e cinquenta e sete centavos). O parlamentar comentou ainda que, caso o banco não pague no prazo de 48 horas, o cliente deverá ser indenizado em dobro.

DECISÃO DO STF

Na última quarta-feira (5), por sete votos a três, os ministros do Supremo Tribunal Federal declararam inconstitucional o direito de greve de servidores públicos de órgãos de segurança e decidiram proibir qualquer forma de paralisação nas carreiras policiais.

Boabaid considerou a decisão abusiva, e indagou “os militares não podem fazer greve. Isso é democracia?”.

O parlamentar agradeceu ao espaço cedido e afirmou que está trabalhando incessantemente para melhorar a vida dos cidadãos rondonienses, bem como fazer valer seus direitos.

Fonte: Assessoria

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!


Deputado Jesuíno Boabaid

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Política