Siga
Deputado Jesuíno ouve pedidos de moradores do Bairro Lagoa Azul

Política

Deputado Jesuíno ouve pedidos de moradores do Bairro Lagoa Azul

Nesta quarta-feira (13) o deputado estadual Jesuíno Boabaid (PMN) recebeu, em seu gabinete, moradores do Bairro Lagoa Azul, localizado na zona leste da cidade. Durante a reunião, foram debatidos alguns pontos referentes a infraestrutura da região e também sobre a propriedade da grande área onde está localizado o bairro.

SOBRE O TERRENO

O deputado Jesuíno já havia sido procurado para tratar sobre a situação da área onde está localizado o terreno do Bairro Lagoa Azul e, informou aos moradores. “Estive no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e fui informado que a área possui uma proprietária” disse Jesuíno.

A dúvida dos moradores sobre há quem pertencia a área se deu após um advogado relatar para várias famílias que a área era da União e que por isso, todos deveriam parar de pagar as parcelas de seus lotes. “Muitos moradores estão com várias parcelas atrasadas com receio de perder tudo após a chegada desse advogado. O bairro está dividido entre os que pagam e os que não querem pagar, pois estão seguindo o conselho deste advogado” relatou o morador Onofre Oliveira.

INFRAESTRUTURA

Cerca de quatro mil lotes formam o Bairro Lagoa Azul e grande é o número de famílias que já residem no local e as reivindicações por infraestrutura são várias. Asfalto, iluminação pública, escola, posto de saúde e segurança.

O comerciante Ednei Soares relatou ao deputado Jesuíno que o prefeito Hildon Chaves foi ao bairro e anunciou recurso de R$ 3 milhões de reais para serem usados nas obras de asfalto de aproximadamente três quilômetros da Avenida Calama e parte da Rua Humaitá, o que facilitaria o dia a dia de milhares de moradores, tanto do Bairro Lagoa Azul, quanto do Residencial Cristal da Calama, obra do Governo, que entregará milhares de residências através da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seas).

Porém, recentemente foi informado aos moradores que o recurso milionário será utilizado para asfaltar a Rua Goianésia, o que revoltou os populares. “O dinheiro não era para asfaltar a Avenida Calama e a Rua Humaitá? Então, por que vão mudar agora? ” Indagou um morador.

Foi informado, pelos moradores, que não é vantajoso asfaltar a Rua Goianésia, pois é localidade de chácaras, enquanto a Rua Humaitá e Avenida Calama possuem residências e grande quantidade de comércio.

Sobre iluminação pública, Tiago Ribeiro, também morador, relatou que a Eletrobras foi ao bairro e instalou relógios nas residências. Além disso, todos os meses é cobrado o valor de iluminação pública, porém, as ruas são escuras. Procurada, a Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur) informou que não pode realizar a troca das lâmpadas queimadas, pois o bairro não está cadastrado junto à prefeitura.

Jesuíno Boabaid ouviu atentamente o pleito dos moradores e afirmou que irá conversar com a vereadora Ada Dantas (PMN) para que seja realizada audiência pública na Câmara de Vereadores, visando discutir o assunto e buscar soluções para que os problemas enfrentados pelos cidadãos. O parlamentar concluiu dizendo: “Vamos buscar os meios legais para que tudo seja resolvido da melhor forma possível. Precisamos conversar sobre essas demandas e com diálogo, certamente iremos obter conquistas para todo o bairro” finalizou Boabaid.

Fonte: Assessoria

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Mega Frio Climatização

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho