Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil
Léo Moraes critica decisão do TSE em extinguir zonas eleitorais


Política

Léo Moraes critica decisão do TSE em extinguir zonas eleitorais

Na sessão ordinária da Assembleia Legislativa, desta terça-feira (13), o deputado Léo Moraes (PTB) declarou apoio à causa que defende a manutenção dos cartórios eleitorais em todo o Brasil.

Segundo o parlamentar, uma portaria assinada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, deve extinguir zonas eleitorais em todo o país.

O documento, publicado no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), estabelece que os tribunais regionais eleitorais devam extinguir as zonas eleitorais localizadas no interior dos Estados, que não atendam a critérios estabelecidos de acordo com cada região. O objetivo do corte em todo o país seria a necessidade de enxugar gastos.

Segundo Léo Moraes, em Rondônia seriam extintas sete zonas eleitorais. Como exemplo, o deputado citou os eleitores dos municípios de Presidente Médici e Alvorada do Oeste, que ficariam sem suas sessões e zonas eleitorais dificultando o acesso das pessoas comuns para eleger seu representante.

“Porto Velho, uma capital considerada a maior em extensão territorial geográfica do Brasil, perderia duas zonas eleitorais, justo quando estamos pleiteando o exercício da cidadania, a participação da população”, declarou Léo Moraes.

O deputado afirmou que a decisão do TSE, no atual cenário da política nacional, “que se encontra fadada ao esquecimento, à indiferença e à indignação, representa uma grande perda para a cidadania do país, ainda mais em se tratando do voto obrigatório, somente favorecerá as campanhas mais volumosas”, frisou.

Léo Moraes propôs aos demais deputados, uma Nota de Apoio à manutenção de todos os cartórios eleitorais de Rondônia, juntamente com magistrados e demais entidades, para ser entregue à bancada federal rondoniense fazer coro no Congresso Nacional.

“Esse comportamento do TSE vem para derrubar uma máxima que achei não ser possível, a de que nada está tão ruim que não pode piorar. Parece que pode piorar sim, quando a gente tira o direito da pessoa exercer plenamente a sua cidadania, o seu direito de voto”, concluiu o parlamentar.

Fonte: ALE/RO - DECOM – Juliana Martins

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Política