Siga
Temer diz que país continua a trabalhar com ou sem protestos
Foto: G1

Política

Temer diz que país continua a trabalhar com ou sem protestos

Presidente afirmou que ‘contestações’ às reformas trabalhista e da Previdência são ‘típicas da democracia’. Ele participou em São Paulo de cerimônia de inauguração da Casa do Japão.

O presidente Michel Temer afirmou neste domingo (30), em São Paulo, que as contestações às reformas trabalhista e da Previdência que o governo busca aprovar no Congresso são “típicas da democracia”, mas ressalvou que “haja protesto ou não haja protesto, o Brasil continua e continuará a trabalhar”.

Foi a primeira manifestação pública do presidente sobre os protestos e a greve geral de sexta-feira (28), convocados pelas centrais sindicais contra as reformas. Na noite de sexta, havia divulgado uma nota na qual criticou os bloqueios de ruas e rodovias e “fatos isolados de violência”.

Temer deu a declaração durante a cerimônia de inauguração da Casa do Japão, na Avenida Paulista, em São Paulo, evento que teve a participação do vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, do cônsul geral do Japão, Takahiro Nakamae, do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do prefeito João Doria.

“Quero contar a todos que acabei de transmitir ao vice-primeiro-ministro as reformas fundamentais que estamos fazendo no estado brasileiro, entre elas a trabalhista. Gera em um primeiro momento objeções, contestações, mas que são típicas da democracia plena que vivemos em nosso país”, declarou.

Segundo Temer, “o brasileiro é um povo otimista. Aconteça o que acontecer, haja protesto ou não haja protesto, o Brasil continua e continuará a trabalhar”.

O presidente lançou uma mensagem sobre as reformas para investidores brasileiros e japoneses, “que já vêm aplicando intensamente no nosso país”.

“Para dar a tranquilidade e segurança de que nós estamos desobstruindo os caminhos da economia para alcançar a tranquilidade de todo o povo e especialmente para eliminar o desemprego”, disse.

Temer afirmou que a Casa do Japão será um estímulo para a aproximação entre Brasil e Japão, seja pela cultura, seja pelo estimulo de novos negócios. Com três andares, o espaço receberá exposições, seminários, workshops e atividades de criadores e empreendedores japoneses de artes, design, moda, gastronomia, ciência e tecnologia.

Fonte: G1

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho

Publicidade

Aggio Climatização