Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil


Rondônia

Banco de Leite do Hospital de Base, abre o Agosto Dourado atendendo a mais de 1,4 mil mães

O Agosto Dourado começou em Porto Velho. Há vinte anos, no início deste mês o mundo todo promove ações voltadas para a Semana Mundial de Aleitamento Materno. Agora, a campanha dura o mês inteiro.

Enfermeiras atendem uma mãe no Banco de Leite Ágata na manhã desta segunda-feira

Em Porto Velho, somente em julho, 1.454 mães, em sua maioria de Porto Velho, estiveram sob cuidados do Banco do Leite Santa Ágata, do Hospital de Base Ary Pinheiro, que é referência estadual nessa área.

Por inspiração e apelo da Organização Mundial de Saúde (OMS), diversas organizações governamentais e não governamentais, comunidades científicas e populares, grupos religiosos e tantos outros se mobilizam para promover, proteger e apoiar a amamentação.

“Começamos mais uma campanha, e convidamos as mães sempre prontas a doar que voltem a fazê-lo para reforçar o estoque”, apelou hoje (7) a coordenadora do Banco, enfermeira Edilene Macedo Cordeiro.

Durante todos os meses do ano, o leite doado atende somente bebês prematuros de alto risco e de baixo peso. Essa prioridade é mantida.

Conforme explicou a enfermeira, o Agosto Dourado estimula a divulgação do ato da campanha e a presença de profissionais de saúde ao lado das mães. “Desta maneira, elas podem amamentar felizes, com o mínimo de intercorrências possíveis”, observou.

CUIDADOS COM ALIMENTAÇÃO

As normas são simples e de resultados geralmente eficazes: mães não precisam deixar de comer aquilo que estão acostumadas.  “Elas podem, sim, evitar gordura, refrigerante, achocolatado, dando preferência a alimentos saudáveis”, comentou Edilene Cordeiro.

Em resumo, na fase de amamentação, poderão comer o básico [arroz, feijão, salada e frutas], beber água e sucos naturais, sem a necessidade de aumentar o volume de calorias – quinhentas por dia. “Bastam um bife no almoço e outro no jantar”, exemplifica.

MANEJO

O Banco de Leite ampara mães em dificuldade de amamentação. Elas são orientadas para o manejo clínico, recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Nós orientamos todas elas e oferecemos consultas especializadas nas áreas médica, de enfermagem e nutrição”, disse a coordenadora.

Há muitos casos de mamilos fissuradas, lesões mamárias e dores diversas.

Segundo Edilene Cordeiro, a amamentação começa ainda na primeira meia hora após o parto, entretanto, apenas a metade de todos os recém-nascidos no mundo colhe os benefícios da amamentação imediata.

EFEITOS PRÁTICOS

Leite materno coletado no Banco do Hospital de Base Ary Pinheiro

►Os benefícios da prática do aleitamento materno para mãe/bebê são fisiológicos, psicológicos, socioeconômico e culturais.

► Isoladamente, sabe-se que a amamentação é a estratégia de maior impacto capaz de salvar a vida de 13% das crianças menores de cinco anos em todo o mundo por causas previníveis. O estímulo da amamentação exclusiva salva nada menos que seis milhões de crianças por ano.

► O leite materno é o melhor alimento que um bebê pode receber nos seus primeiros anos de vida, sendo indicado até dois anos ou mais. Sua superioridade orgânica o torna de melhor digestibilidade.

Fonte: Secom

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!


Deputado Jesuíno Boabaid

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Rondônia