Siga
Programa Rondônia Mais Segura continua visita aos municípios
Foto: SECOM

Rondônia

Programa “Rondônia Mais Segura” continua visita aos municípios

Equipes do Programa Rondônia Mais Segura continuam a maratona de visitas aos municípios para conversar com a sociedade civil organizada, apresentar os eixos do programa, e ouvir sugestões de representantes municipais no sentido de enriquecer, o que pretende o governo de Rondônia com o novo conceito de segurança pública em parceria com órgãos das três esferas de governo.

Nessa terceira etapa de visitas, a partir desta quarta-feira (09), equipes da Sesdec conversam com representantes de mais quatro cidades: Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, Colorado e Cerejeiras, exemplo do que ocorreu na segunda quinzena de outubro, quando Alvorada do Oeste, Ouro Preto e Jaru, receberam e debateram sobre temas passiveis de serem pactuados, cada um no âmbito de sua competência e peculiaridade.

O programa prioriza os 22 municípios considerados mais violentos, de acordo com dados da Gerência de Estratégia e Inteligência da Sesdec (GEI). A ideia do Programa Rondônia Mais Segura é transformar essas localidades nos “Municípios Mais Pacíficos” com as ações pactuadas.

Depois laçado o programa, pelo governador Confúcio Moura, em 21 de setembro, as primeiras cidades a serem visitadas foram: Ariquemes, Machadinho, Cujubim, Monte Negro, Campo Novo e Buritis, todas do Vale do Jamari, uma das regiões mais violentas do Estado segundo estatísticas.

Nas nove cidades visitadas até então, foi amplo o debate sobre ações que deverão culminar com a assinatura de documento, entre representantes do Estado, executivos municipais, associações comerciais, Câmaras Municipais, Conselhos tutelares, igrejas, bem como sindicado de trabalhadores rurais. Nessa etapa, o governador irá pessoalmente com a comitiva do governo para assinar o que foi acordado nesta primeira fase de visitas das equipes.

Pactuações referente à instalação de câmeras de videomonitoramento têm sido frequente nos encontros. Campanhas de conscientização no trânsito; importância do acompanhamento dos pais no desenvolvimento da criança e adolescente; campanhas de combate a drogas e a prostituição infantil; violência sexual contra crianças; foram alguns dos itens apresentados com ações importantes, resultante da convergência entre as reivindicações e os pontos de alavancagem do programa.

Algumas ações que o Rondônia Mais Segura propõe precisam ser discutidas com os municípios. São iniciativas que dependem da ação direta dos municípios com aprovação de leis e que somente os vereadores podem promover, depois de debater com a sociedade local por meio de audiências públicas, afirma o secretário de segurança Pública, Lioberto Caetano.

O secretário adjunto de Segurança, Luis Roberto de Mattos, que a exemplo de Caetano, visitou alguns municípios, ressalta a ideia de pactuar com representantes de segmentos diversos, ações que o Programa Rondônia Mais Segura prevê, com iniciativas convergentes, e participação efetiva da sociedade.

“Cada fazendo sua parte, o resultado será a redução dos indicadores de criminalidade”, disse o coronel PM Gonçalves, Assessor Institucional da Sesdec e um dos coordenadores do programa.

O sociólogo Elizeu Lira, do gabinete da Governadoria, participa das reuniões nos municípios e compartilha a metodologia aplicada às tratativas. Ele divide essa tarefa com o Ouvidor Geral da Sesdec, Leandro Ragnini, que também percorre o estado na difusão do Programa Rondônia Mais Segura.

Fonte: SECOM

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Mega Frio Climatização

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho