Siga

Trilhando a História

Trilhando a História em Candeias do Jamari

No Caiaque Priscila Melo e Aleks Palitot em Candeias no Hotel Três Capelas 
Os primeiros habitantes das margens do rio Jamari foram os índios, no Alto Jamari habitavam os índios Arikém , e na foz os índios Mura. No final do século XIX, começaram a chegar os seringueiros. Eles foram ocupando as margens do rio Jamari e de seus afluentes, entre eles o rio Candeias.
Os seringalistas fundaram um povoado de Samuel, que surgiu por volta de 1900, chegou a ter mais de dois mil habitantes. Com a decadência da extração de látex os habitantes do povoado da cachoeira de Samuel foram aos pouco abandonando a localidade.
Em 1945, o governo do Território Federal do Guaporé iniciou a abertura da então BR-29, primeiro nome da BR-364. A rodovia foi aberta até a margem do rio Jamari e passou a ser importante via acesso dos seringueiros que habitavam as margens dos rios Jamari, Candeias e de seus afluentes.
O povoado de Candeias teve início no final da década de 40 com a construção de uma ponte em madeira para a travessia do rio Candeias. Em 4 de junho de 1948, foi construída a Escola Teodoro de Assunção e, na década de 50 a ponte de madeira foi substituída por uma balsa. As margens do rio e da rodovia foram sendo constituídos comércios, borracharias, bares e restaurantes. No final da década de 60, ocorreu a construção da ponte de concreto sobre o rio Candeias e a balsa foi desativada.
As terras do municípios de Candeias do Jamari foram colonizadas em 1986, através de projetos de assentamentos implantados pelo INCRA. Porém em 1950, já havia sido implantado na região a Colônia Agrícola de Candeias. No Projeto de assentamento Rio Preto Candeias, implantado em 11 de dezembro de 1986, o INCRA assentou 522 famílias, em lotes rurais de tamanho médio de 60 hectares.
A Vila de Candeias pertencia a Porto Velho e foi elevada à categoria de cidade e sede do município de Candeias do Jamari em 13 de fevereiro de 1992.
A localidade de Candeias têm um potencial turístico surpreendente, exemplo o Hotel Fazenda Três Capelas que alia o ambiente rural, com a exuberante natureza da Amazônia. No lugar pode-se fazer trilhas de bike, a cavalo ou mesmo caminhos ecológicos a pé em meio a uma reserva natural particular.
   
O Trilhando a História vai ao ar todas as terças no canal 17 na Rede TV Rondônia no programa Fala Rondônia ao meio dia em rede estadual e em horários alternativos nos canais 20 e 25.
Os programas ficam a disposição no site http://www.culturadonorte.blogspot.com/ 

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho

Publicidade

Aggio Climatização