Siga
Grupo KES - Curso de Formação de Bombeiro Civil


Trilhando a História

Trilhando na Mídia Nacional – Revista de História da Biblioteca Nacional

Rondônia e suas identidades
Programa de TV ‘Trilhando a História’ mostra marcos históricos, a culinária local, festividades, figuras relevantes do estado, com uma narrativa de programa de esportes radicais e entrevistas.
Ronaldo Pelli

 
 Diga sem pensar muito: o que você sabe sobre Rondônia? Infelizmente, é incomum encontrar um grande conhecedor sobre um dos extremos geográficos do Brasil entre os que vivem longe da Região Norte e da Floresta Amazônica. Para tentar contar a história desse estado de menos de 30 anos e mostrar a identidade de rondonienses (nascidos em RO) e rondonianos (os que adotaram o estado para viver), Aleks Palitot apresenta o programa “Trilhando a História”, que passa na Rede TV Rondônia e em toda a América Latina pela transmissão via antenas parabólicas.

“Sou de Rondônia e não de Roraima”, fala Palitot, afirmando ficar irritado com quem confunde ou não se importa com os estados. “[Muitos] acham que aqui só tenha índio – têm sim e com muito orgulho – mas não significa que índio não seja pessoa, nem que os que vivem aqui, na construção desse estado, sejam selvagens. Mais selvagem é aquele que é indiferente com o Norte do Brasil.”
Palitot, que é formado em História, com mestrado em História Contemporânea e cursando o segundo mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente, explicou, então, para quem não conhece o estado, quem é, ou melhor, quem são os moradores de Rondônia:
“Temos vários tipos de rondonienses. O do beiradão, que vive da pesca, da coleta na floresta e das pequenas plantações de várzea nas beiras dos rios. Temos o rondoniense do Sul do Brasil, que veio na década de 1970 ocupar a região e aqui deixou sua marca, parte de suas tradições gaúchas e juntou com a da Amazônia. Temos o rondoniense agricultor e pecuarista. Temos o rondoniense tradicional, herdeiro e descendente da construção da estrada de Ferro Madeira Mamoré, ou das linhas Telegraficas de Rondon. O rondoniense quilombola que luta pelos seu valores afros, homens e mulheres que representam um passado de exploração no Vale do Guaporé durante o ciclo do ouro e a construção do Real Forte Príncipe da Beira em 1776. Temos os ex-seringueiros do ciclo da borracha, ou os descendentes da construção da BR 29 ou 364.”
O professor, que se esforça para conciliar o trabalho na sala de aula, com o de apresentador e também com o papel de estudante, contou que o programa nasceu quase sem querer. Segundo explicou, ele leva seus alunos para “excursões pedagógicas” e grava as viagens. Um produtor do SBT local descobriu os vídeos e o procurou, mas Palitot achou que era uma piada.
“Quando, então, o [produtor] Marcelo [Suzukki] foi ao colégio a ficha caiu. Ele adorou a filmagem caseira e me convidou para fazer na TV aquilo que normalmente faço em sala de aula ou fora dela nas atividades de campo. Assim, aceitei e na primeira filmagem que era o piloto do programa, deu tão certo que logo foi pro ar!”
Desde 2008, já foram 189 programas produzidos, que retratam marcos históricos, a culinária local (tacacá, vatapá, tambaqui na folha da bananeira, tapioca), festividades, figuras relevantes, a própria escola em que trabalha, uma das mais tradicionais do estado, mostrando a história com uma narrativa de programa de esportes radicais e entrevistas de celebridades.
Além desses, há mais dez editados, esperando o fim das “férias” para serem exibidos. As férias vêm entre aspas porque, apesar de até 22 de fevereiro não ter nenhum programa inédito na TV, a equipe do programa continuou a trabalhar, viajando para o Peru e gravando nas cidades de Nasca, Paracas, Machu Picchu, Cusco e Arequipa. Mas as viagens não acabam no Peru: “Teremos gravações esse ano em tribos indígenas, em Ouro Preto-MG, em Roraima, Mato Grosso, Acre, Bolívia, Venezuela e, claro, em todo o Estado de Rondônia”, conta Aleks, demonstrando que Rondônia é o início e o fim do programa.

comentários

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Home Help Reparos e Soluções!

Publicidade

Aggio Climatização

Mais em Trilhando a História