Siga
O JEITO É INVESTIR NO POVO: DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

Turismo

O jeito é investir no povo: desenvolvendo uma relação positiva entre patrimônio e sociedade

Voltando ao assunto de Porto Velho como uma cidade de passagem (Porto Velho, Portal da Selva aos Andes), mas uma passagem agradável, o jeito é investir no patrimônio e sociedade, para que estes assim o faça.

Precisamos nos transformar em conhecedores da cidade, para que o próprio Porto-Velhense possa entender, cuidar e ensinar aos visitantes o que é a nossa cidade, por isso o investimento inicial é em nós, Porto-Velhenses.

Vou listar apenas alguns dos potenciais que Porto Velho abriga:

Patrimônio histórico

E.F.M.M

O JEITO É INVESTIR NO POVO: DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

 

O complexo Estrada de Ferro Madeira Mamoré é vivo e latente no centro da cidade. Os trilhos e galpões são testemunhas de uma das maiores epopeias amazônicas do século XX, foi uma tentativa de interligar a Bolívia ao oceano atlântico, mas para construir tal obra foram necessários homens e tecnologia de diversas partes do mundo e as (i) migrações para a Amazônia ocidental ajudaram a compor a sociedade Porto-Velhense.

Igreja de Santo Antônio

O JEITO É INVESTIR NO POVO: DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

Igreja de Santo Antônio

 

Outro patrimônio histórico que a cidade abriga é a igreja de Santo Antônio, lugar onde se iniciou a cidade de Porto Velho, que recebeu o mesmo nome, vila de Santo Antônio, durante o período colonial da História do Brasil. Na mesma igreja, hoje é possível observar a construção da Usina Hidroelétrica de Santo Antônio, grande empreendimento hidroelétrico da história recente do Brasil, mas que provocou grandes efeitos na sociedade, economia e cultura de Porto Velho.

Patrimônio e Sociedade

O JEITO É INVESTIR NO POVO: DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

Centro de Cultura Indígenas ou Museu Marechal Rondon.

 

O museu Marechal Rondon nos arredores da igreja de Santo Antônio, é um exemplo da tentativa de recuperar a memória de Marechal Rondon, e consequentemente a história do Estado de Rondônia, da capital, Porto Velho e também as diversas etnias indígenas, da qual o Indiana Jones brasileiro, precisou conviver para interligar, através das linhas telegráficas o extremo oeste brasileiro a capital do Brasil, na época o Rio de Janeiro.

A casa de cultura Ivan Marrocos e o mercado cultural ao abrigarem, exposições áudio visuais da sociedade intra Porto-Velhense ou inter Porto-Velhense expressam a cultura contemporânea da cidade.

Patrimônio Natural

Parque Ecológico

DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

Parque ecológico

 

Porto Velho tem dois grandes parques de belezas naturais, onde é possível observar a flora amazônica. O primeiro, é o Parque Ecológico localizado na porção norte da cidade, que oferece área para trilhas e espaço de sociabilidade para as famílias, amigos e desconhecidos com gosto em comum.

Parque Circuito

DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

Parque circuito

 

O segundo, é Parque Circuito utilizado para práticas de esporte como corrida e futebol. O parque é na verdade um seringal urbano, testemunha viva da nossa história, onde ainda é possível observar as ranhuras feitas pelos seringueiros.

Rio Madeira

DESENVOLVENDO UMA RELAÇÃO POSITIVA ENTRE PATRIMÔNIO E SOCIEDADE

Rio Madeira

 

Outro patrimônio natural que a cidade possui e o de maior visibilidade é sem dúvidas o Rio madeira, que possui o mais belo pôr do sol nas águas douradas de ouro aluvial, onde saltam botos rosa e tucuxi.

Então, Porto Velho possui atrativos históricos, culturais e naturais que podem lhe transformar em uma passagem agradável, o que falta são conhecedores e investidores desse patrimônio. Por isso o jeito é investir no povo, criar uma forma para que os próprios Porto-Velhenses tenham acesso a estes lugares.

Acesso e Conhecimento

Mas só o acesso não é o suficiente, é necessário investir na educação dessa população para que se transforme em conhecedora de seu espaço, história e cultura e assim a cidade e seus saberes, possam ser conservados, reproduzidos e produzidos pelos Porto-Velhense. E dessa forma poder receber e ensinar os que estão de passagem, pois o que temos de melhor em Porto Velho é o povo, Porto-Velhense.

Então imagine o patrimônio histórico-cultural e natural da cidade somado a um Porto-Velhense que conheça sua cidade e sua história, com certeza fará daqui uma das melhores estadias, para quem vai seguir para a Selva ou para os Andes.

E como se faz isso? A resposta é simples, mas seus resultados são de longo prazo, pois é necessário investir numa educação que ensine e crie a experiência entre patrimônio e sociedade, que pode ser ofertada no ensino básico.

Porém, além de ensino é necessário criar mobilidade urbana para que os Porto-Velhenses das diversas zonas da cidade possam usufruir do patrimônio que a cidade lhe oferece. Assim o jeito é investir no povo.

Portovelhou nessa ideia? Se você acha que esta Porto Velho é possível, comente, curta e compartilhe, vamos juntos portovelhar!

Fonte: Portovelhando.

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade

O tal do Espetinho

Publicidade

Aggio Climatização