Siga
Padrasto confirma a juiz que matou criança estrangulada a pedido da mãe; mulher nega

Brasil

Padrasto confirma a juiz que matou criança estrangulada a pedido da mãe; mulher nega

A mãe da criança disse que o ex matou seu filho por não aceitar fim do relacionamento

O padrasto de Antônyo Jorge Ferreira da Silva, de 9 anos, acusado de matar o menino asfixiado, disse durante audiência nesta terça-feira (05/12), em Goiânia, que cometeu o crime a pedido da mãe da criança, Jeannie da Silva. A mãe chorou, disse que foi enganada e que acredita que o ex assassinou o filho dela por não aceitar o fim do relacionamento.

A audiência que ocorreu a portas fechadas e teve duração de duas horas. Várias testemunhas já foram ouvidas e novos depoimentos ainda devem ser marcados. Ambos estão presos.

De acordo com o G1, a avó da vítima e mãe de Jeannie, Rosângela Raniel da Silva, compareceu ao local. Ela reforçou a versão da filha. “Eu não durmo direito, não como direito, só pensando nisso. Porque a menina dentro da cadeia, e o menino morto. Este monstro fez isso para se vingar dela”, desabafou. (Foto: Reprodução)

Informações G1

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Mega Frio Climatização

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade