Notícias de Esporte

França vence Austrália em jogo marcado pelo uso da tecnologia

Pela primeira vez na história da Copa, árbitro de vídeo é utilizado


França vence Austrália em jogo marcado pelo uso da tecnologia

França vence Austrália. A seleção francesa entrou em campo neste sábado (16) determinada a testar as tecnologias implantadas pela Fifa para a Copa do Mundo. Com uma pitada de sofrimento, árbitro de vídeo e tecnologia da linha do gol, o time de Didier Deschamps venceu a Austrália por 2 a 1 na Arena Kazan, fazendo valer o favoritismo no Grupo C.

Na próxima rodada do Mundial, os franceses enfrentam o Peru na Arena Ekaterinburg, na quinta-feira, dia 21, às 12h. Antes, os australianos vão até a Arena Samara para encarar a Dinamarca, no mesmo dia, às 9h.

Assista os gols:

Os franceses começaram a partida indo para cima e indicando que queriam abrir o placar logo para não ter mais problemas. No entanto, o ímpeto durou até os 10 minutos. Depois disso, a Austrália impôs seu ritmo, criou a melhor oportunidade da primeira etapa e impediu a França de chutar mais vezes ao gol. Para se ter ideia, a equipe de Didier Deschamps finalizou quatro vezes, todas na direção do gol, nos primeiros oito minutos e mais nenhuma até os 30.

O árbitro de vídeo, enfim, foi utilizado nessa Copa do Mundo. Aos 10 minutos do segundo tempo, Risdon derrubou Griezmann na área e o árbitro, a princípio, deixou seguir. Depois, ele consultou o VAR e assinalou a penalidade. O próprio camisa 7 foi para a cobrança e abriu o placar.

A temperatura do jogo subiu com o gol francês e a Austrália nem precisou mudar muito a estratégia para empatar. Aos 15 minutos, Umtiti cometeu pênalti bizarro e totalmente desnecessário colocando a mão na bola. Jedinak foi para a cobrança, bateu rasteiro, e deixou tudo igual.

Sofrendo para marcar e sem Griezmann, que deu lugar a Giroud, a França precisou de Pogba para voltar a ficar na frente no placar. Aos 34 minutos, o volante tabelou com Mbappé e Giroud, disputou a bola com Behich e espirrou a bola por cobertura. A bola bateu na trave e entrou. O árbitro confirmou o lance usando a tecnologia da linha do gol.

Apesar da derrota, a equipe treinada por Bert van Marwijk jogou bem. Com disciplina defensiva, os australianos armaram um bloqueio para segurar o forte ataque francês, saindo com a cabeça erguida em Kazan e esperança para o segundo lugar da chave.




MAIS NOTÍCIAS DE Esporte