Search
Close this search box.

Técnico Beto Campos morre em Santa Cruz do Sul aos 54 anos

Natural de São Borja, ele sofreu um infarto na madrugada desta segunda-feira
Técnico Beto Campos morre em Santa Cruz do Sul aos 54 anos
Publicidade

O técnico de futebol Beto Campos morreu na madrugada desta segunda-feira, 23, em Santa Cruz do Sul. Gilberto Cirilo de Campos, natural de São Borja, residia na cidade há nove anos. Ele foi vítima de um possível infarto enquanto dormia. Ele se sentiu mal por volta das 3 horas, quando a família acionou o socorro. Ele foi atendido por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e faleceu por volta das 3h40. A confirmação da causa da morte depende de laudo, no entanto é confirmada uma complicação cardíaca.

Os serviços fúnebres estão a cargo da Funerária Halmenschlager. O velório teve início às 9 horas, na capela da funerária na Avenida Independência, e será encerrado por volta das 12 horas de hoje, quando o corpo seguirá para São Borja, na Fronteira Oeste, onde será sepultado no Cemitério Jardim da Paz. Beto deixa enlutados a companheira Ediana e os filhos Wiliam e Gilvana, demais familiares e amigos.

Publicidade

LEIA MAIS:

Vettel conquista pole position no GP da Alemanha; Hamilton larga em 14º

Barcelona não desiste e pode pagar R$ 275 milhões por Willian, diz TV

Beto Campos iniciou no futebol pela Sociedade Esportiva São Borja em 1982 e transferiu-se ao Futebol Clube Santa Cruz cinco anos mais tarde. Depois de duas temporadas nos Plátanos, o então centroavante saiu para defender outros clubes do Rio Grande do Sul – foram 16 no total. A carreira de atleta foi encerrada em 2001 e, no ano seguinte, ele iniciou a de treinador no Juventus de Santa Rosa. Trabalhou na região noroeste do Estado até 2007, quando assumiu o comando técnico do Avenida na Segundona pela primeira vez.

No final do mesmo ano, Beto foi dirigir o time juvenil da Ulbra. Santa Cruz do Sul voltou a ser cenário da sua carreira em 2009, quando reassumiu o Periquito, e foi campeão da Divisão de Acesso com o Avenida em 2011. Após a façanha do título estadual do ano passado com o Novo Hamburgo, ele esteve no Rio de Janeiro para um período de estágio no Flamengo e cursos na cidade. Chegou a ser especulado no Vitória e no Atlético, mas teve uma passagem pelo Náutico e após comandou o Criciúma. No interior gaúcho, comandou também Cruzeiro, São José, São Luiz e Passo Fundo. Com o Caxias, faturou o título da Série A2 do Gaúcho em 2016.

Anúncie no JH Notícias