Siga

Mais em Polícia

Padrasto furta porcos, mata animais em chácara da cidade e foge, diz família

Polícia

Padrasto furta porcos, mata animais em chácara da cidade e foge, diz família

              

Ainda desaparecido, o chacareiro vilhenense Messias Barbosa dos Reis, 44, agora é acusado de furto pela família que continua à sua procura. A família suspeita que ele tenha furtado porcos da chácara da ex-esposa, Marlete Vital Rocha, além de subtrair dinheiro que seria destinado às contas da família, uma moto, revirar a casa e matar alguns animais da propriedade.

De acordo com o filho de Marlete, Uiri Nelsom, o paradeiro dele ainda é desconhecido. “Neste fim desemana ele mandou mensagem dizendo que estava chegando no Pará, mas na verdade suspeitamos que ele esteja em Pimenta Bueno. Ele disse que tinha ido embora e não queria mais saber de ninguém. Vendeu os porcos, vendeu os móveis, vendeu a moto, pegou o dinheiro da minha mãe que seria destinado a contas e desapareceu”, conta.

A família registrou boletim de ocorrência pelo desaparecimento e agora registrará outro pelos objetos furtados para tentar localizar ele. “Recebi ligação de várias pessoas da cidade que ele aparentemente deu calote, pessoas que pagaram pelos porcos, por exemplo, e ele não entregou, sendo que, pelo que sei, os porcos já haviam sido adquiridos por ele à fiado e o dono não recebeu ainda”, revela Uiri.

Os membros da família que se dizem lesados pretendem divulgar a foto, o nome e o comportamento de Messias para evitar que ele prejudique outras famílias. “Infelizmente ele é usuário de drogas e se descontrola na bebida. Estamos com medo de ele fazer o mesmo que fez com a gente com outras pessoas. Queremos alertar o povo de Rondônia: não é qualquer um que podemos colocar dentro de casa”, conta o rapaz.

Segundo as investigações da família, Messias passou a se identificar como Rogério a fim de despistar seu paradeiro. “A convivência na família era boa desde que ele se casou com minha mãe e veio de Pimenta Bueno para cá. Mesmo assim eu desconfiava, nunca encorajei o relacionamento, ele contava muitas mentiras”, explica.

Fonte: Folha do Sul

              
Advertisement

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

SINPEF-RO - Sindicato dos Policiais Federais do Estado de Rondônia

Publicidade

Sinsepol - Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Rondônia.

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

FINAS - Studio de Pilates

Mil Contabilidade

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!