Notícias de Política

Prefeito de Candeias continua desaparecido, reafirma Comissão Processante

Postado em 16/01/2019 às 08h37min


Prefeito de Candeias continua desaparecido, reafirma Comissão Processante

CANDEIAS DO JAMARI RO – A maioria dos legisladores, juntamente com membros da sociedade, estão empenhados em localizar o chefe do Executivo de Candeias do Jamari, Luís Ikenohuchi, cujo município fica há cerca de 25 km da capital, a fim de notificá-lo quanto a nova data para realização da audiência junto à Comissão Processante da Câmara de Vereadores que o investiga.

O porém, é que, segundo os vereadores, ninguém sabe do paradeiro do prefeito, que simplesmente desapareceu ou está fugindo da notificação. De acordo com a Comissão Processante da Câmara, Ikenohuchi não compareceu a primeira audiência marcada pelos vereadores que representam a comissão e, depois disso, não foi mais localizado.

Segundo o vereador Marcos da Hora foram protocolados vários documentos no gabinete com intuito de avisar ao prefeito sobre a notificação, mas até agora nenhuma resposta foi dada.

“Ele tem direito à ampla defesa”, ressalta o presidente da Casa de Leis, vereador Lucivaldo Fabrício, explicando que está sendo lançada uma campanha para encontrar o prefeito da cidade, já que, segundo ele, Luís Ikenohuchi só se manifesta pelas redes sociais.

Para os vereadores, só há uma explicação para o desaparecimento: o prefeito não quer ser intimado e evitar assim a cassação do seu mandato.

Abandono

Enquanto o prefeito se esconde, a situação lógica no município de Candeias acontece: o claro descaso e total abandono. A administração tem deixado a população cada dia mais revoltada, problemas como: ruas esburacadas e praticamente intransitáveis por conta de alagações, falta de ambulância, medicação, entre outros problemas marcam a gestão do prefeito Luís Ikenohuchi.

O cenário tem registros freqüentes nas redes sociais por fotos e vídeos, e só reforça o descaso de penúria no município.

O presidente da Câmara Lucivaldo Fabrício lamenta o estado de abandono em que a cidade se encontra, prejudicando, principalmente, a área da saúde, que está um verdadeiro caos, segundo o edil, que frisa sua preocupação ainda com o início do ano letivo, considerando as péssimas condições das estradas e precariedade das escolas.

Investigação

Em 2017 o Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO) encontrou uma divergência de mais de 2 milhões nas contas da Prefeitura Municipal de Candeias do Jamari, além de apontar na folha de pagamento que a Prefeitura extrapolou um patamar de 68%, excedendo o limite da Receita Corrente Líquida, previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), com despesas de pessoal.

Diante de várias acusações, a Câmara Municipal de Candeias, acolheu denúncias contra o prefeito Luís Ikenohuchi e uma comissão processante foi criada para apurar os fatos e ouvi-lo, o que ainda não aconteceu, em razão do sumiço do chefe do Executivo.

Morte de Chico Pernambuco

Luis Ikenohuchi e a esposa dele também são investigados na Operação que busca elucidar o caso do assassinato do ex-prefeito da cidade Chico Pernambuco, morto a tiros no dia 18 de março de 2017. O prefeito é primo de Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema, que está preso como o principal suspeito de ser o mandante do assassinato de Chico Pernambuco.

Rondonoticias também tentou entrar em contato com o prefeito, inclusive através das redes sociais, mais até o fechamento desta edição, não recebemos nenhum retorno.

Por Rondonoticias