Siga

Rondônia

CAMINHONEIROS – Após greve, preço do frete de grãos para Porto Velho sobe até 150%

Nesta última quarta-feira (13), o ministro do Supremo, Luiz Fux, deu um prazo de 48 horas para o Governo Federal se manifestar sobre o caso.

              

Mesmo desbloqueando as estradas, a briga dos caminhoneiros por mais valorização ainda esta longe de terminar. Nesta última semana a  Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a tabela de preços mínimos do frete adotadas pelo Governo Federal.

De acordo com dados apontados pela CNA, o tabelamento que seria uma coisa boa em tese  35% e 150% aumentou o frete para grãos entre as margens de 35% à 150%, isso, contando com um caminhão com capacidade de 38 toneladas, partindo de quatro regiões produtoras de soja e milho para embarque nos portos de Porto Velho (RO) e Santos (SP).

A Medida Provisória que estipulou o preço minimo do frete foi editada para encerrar a greve dos caminhoneiros, porém vem causando problemas entre ambas as partes. Nesta última quarta-feira (13), o ministro do Supremo, Luiz Fux, deu um prazo de 48 horas para o Governo Federal se manifestar sobre o caso.

Fonte: JH Notícias

              

Mais em Rondônia