Siga
Necropsia é feita a céu aberto em Cacoal e na presença de familiares
Foto: Correio de Rondônia

Rondônia

DESCASO – Necropsia é feita a céu aberto e na presença de familiares

Dada a falta de lugar adequado para que os servidores da Polícia Civil rondoniense, especificamente, médico legista e auxiliar de necropsia possam desempenhar suas funções com dignidade e respeito aos mortos, corpos com estado de putrefação estão sendo necropsiados em plena luz do dia, em cima de uma tábua, na presença de familiares, no cemitério da saudade, localizado na Linha 06, em Cacoal (RO).

A equipe do jornal Correio de Rondônia, atendendo uma denúncia anônima, esteve no local, na tarde dessa sexta-feira (31) e constatou o momento que o trabalho era realizado pelos funcionários públicos da Secretaria de Segurança. Também estavam presentes alguns familiares da vítima e agentes funerários. Todo o serviço de necropsia foi feito em cima de uma mesa de tábua, improvisada, sem qualquer padrão de higienização.

Segundo nos fora revelado pelo denunciante, o corpo encontrado tinha duas perfurações no crânio. “Esse cadáver já não exalava aquele mau cheiro, mas têm outros que se torna praticamente impossível ficar próximo. Além disso, restos da necropsia ficam espalhados pelo chão, como por exemplo, pedaços de cabelo, pele, entre outros”, afirmou.

Ainda de acordo com o denunciante, que prefere não se identificar para não sofrer represália, este procedimento é antigo no município de Cacoal (RO). Segundo ele, o poder público precisa intervir imediatamente nessa problemática. “Já fizemos algumas reivindicações, mas até agora nenhuma autoridade estadual ou municipal trouxe um resultado concreto sobre o assunto. Na gestão passada, o ex-secretário municipal do Meio Ambiente, Matheus Lorenço tentou impedir que as necropsias fossem feitas no cemitério, porém não obteve sucesso”.

O denunciante concluiu dizendo que continuará trazendo a tona esse descaso até que providenciem um lugar adequado para realização das necropsias. “Não posso ficar calado, pois amanhã poderá ser um ente querido, ou até eu mesmo deitado naquela tábua podre”.

Fonte: Correio de Rondonia

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Mil Contabilidade

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade