Notícias de Rondônia

Governo alerta servidores estaduais para regularizar pendências


Postado em 19/03/2018 às 14h40min

Governo alerta servidores estaduais para regularizar pendências

A Escola de Governo alerta que o recadastramento dos servidores públicos estaduais de Rondônia é obrigatório e solicita que as 1.254 pessoas que estão com pendências junto ao Portal do Servidor que procurem os Recursos Humanos (RH) de suas secretarias imediatamente. Conforme explicou a diretora executiva da Escola de Governo de Rondônia, Michele Martinez, a partir da próxima semana quem não realizou o recadastramento o nome será encaminhado a Corregedoria para abertura de processo administrativo disciplinar.

Dados de hoje (19) da Escola de Governo revelam que foram aprovados 37.259 recadastramento de servidores que enviaram corretamente a documentação exigida; está em análise 2.831; estão pendentes 1.254; e foram reprovados 5.654. “Os pendentes são aqueles servidores que não enviaram nenhuma documentação até agora e os reprovados aos poucos estão se regularizando”, explicou a diretora-executiva da Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep), Michele Martinez.

Segundo ela, as lotações dos pendentes são das Secretarias: de Educação (513), Saúde (307) Polícia Militar (92), Justiça (82), Emater (54), Polícia Civil (40), Superintendência de Gestão de Gastos Públicos Administrativos (31), Departamento Estadual de Rodagem (25) e Segurança Defesa e Cidadania (23), e ainda, outras secretarias que somam 87 servidores que estão pendentes no recadastramento.

“Todos os esforços estão sendo feitos para que os servidores realizem seu recadastramento, aqueles que fizeram, mas não foram aprovados a Escola de Governo informou por e-mail sobre as pendências que precisam ser resolvidas e pediu que eles procurassem o RH de suas secretarias para regularização da situação”, destacou Michele Martinez.

A diretora ressalta que essa atualização vai facilitar a vida do servidor, pois através desse banco de dados atualizado todos os procedimentos futuros serão realizados online, ver contracheque, frequência, fazer requerimento sem precisar anexar mais nenhum documento. “Tudo isso de qualquer lugar que ele esteja e ainda, através de celular”, esclareceu.

Fonte: SECOM



MAIS NOTÍCIAS DE Rondônia