Siga

Mais em Rondônia

Laboratório da Sedam é referência em controle de qualidade da água em Rondônia

Rondônia

Laboratório da Sedam é referência em controle de qualidade da água em Rondônia

              

O laboratório de águas da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) monitora o controle de qualidade de efluentes, água subterrânea, água superficial e o controle de água potável. Hoje são 16 parâmetros de análise, atendendo as demandas do governo, da comunidade do Ministério Público e, ainda, do Programa Qualiáguas, que monitora as águas subterrâneas do estado com 26 pontos.

Conforme explicou a química Ester Alves, chefe da Divisão de Monitoramento da Qualidade da Água, no atendimento da comunidade são realizadas análises no laboratório, como: fisioquímico e bacteriológica, tem um custo de R$ 130,42; e para análises bioquímica de oxigênio e óleos e graxas, os valores são de R$ 65,21.

Segundo ela, para as coletas de amostras de águas, o primeiro passo é ter em mãos frascos adequados e estéreos; a amostra precisa chegar ao laboratório antes das 24 horas da coleta; chegar refrigerada, em caixa de isopor com bastante gelo, de segunda a quinta-feira, no horário das 7h30 às 13h, no seguinte endereço: Sedam/Laboratório, Estrada do Santo Antônio, 5323, bairro Triângulo, em Porto Velho. “Muitas pessoas chegam aqui com coletas realizadas em garrafas pets, o que não é aceitável”, esclareceu Ester Alves.

Ela destacou que todos os processos que chegam a Coordenadoria de Licenciamento Ambiental (Colmam) que tratam sobre piscicultura, poço, estação de tratamento e águas superficiais e outorgas, são repassados para análise do laboratório. Para esse trabalho, além de Ester Alves, a Sedam conta com mais duas químicas: Adriele Maiara e Estela Santos Araújo, que atuam diretamente no laboratório.

O contrato do Programa Qualiágua foi assinado em 2016 entre Secretaria de Desenvolvimento Ambiental e a Agência Nacional de Água (ANA). É um programa que visa estimular a divulgação da qualidade da água em todas as regiões do País, e que busca como objetivo contribuir para uma gestão sistemática dos recursos hídricos; estimular a padronização dos critérios e métodos de monitoramento da qualidade da água; contribuir para o fortalecimento e estruturação dos órgãos estaduais gestores dos recursos hídricos e meio ambiente; e promover a implementação da Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade das Águas (RNQA).

Os pontos 26 pontos de monitoramento de águas subterrâneas do Qualiágua são nas sete bacias do estado: Bacia do Guaporé, Bacia do Mamoré, Bacia do Abunã, Bacia do Madeira, Jamari, do Machado (ou Ji Paraná) e Bacia do Rio Rooselvelt, que envolve vários municípios do estado.

Para esse contrato, a Agência Nacional de Águas forneceu ao estado equipamentos de laboratório modernos: sonda de leitura organoléptica, sonda multiparamétrica, medidor de vazão, cromatógrafo de íons, que faz a leitura de vários parâmetros diretamente na amostra de água, sem necessidade de reagentes químicos, ultra purificador de água, além de uma caminhonete.

              

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

SINPEF-RO - Sindicato dos Policiais Federais do Estado de Rondônia

Publicidade

Sinsepol - Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Rondônia.

Publicidade

Associação Beneficente Zequinha Araújo

Publicidade

Samremo Pizzaria

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Mil Contabilidade

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Advertisement