Reeducandos conquistam vagas na Universidade Federal de Rondônia

Rondônia - segunda-feira, 09/03/2020 às 16h36min
Reeducandos conquistam vagas na Universidade Federal de Rondônia

Dos 354 reeducandos do sistema prisional de Porto Velho que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem/2019), 19 conseguiram uma vaga na Universidade Federal de Rondônia (Unir). Os cursos escolhidos foram: geografia, filosofia, história, química, matemática, arqueologia, letras inglês, música, educação física e teatro.

Quatro reeducandas do Centro de Ressocialização Suely Maria Mendonça, três da Penitenciária Estadual Edvan Mariano Rosendo (Panda) , um do Presídio de Médio Porte (Pandinha) e 11 da Penitenciária Estadual Aruana conquistaram uma vaga na universidade e, para frequentar o curso escolhido, necessitam de autorização judicial expedida pelo juiz da Vara de Execuções Penais.

Para os reeducandos, as provas do Enem são aplicadas dentro de uma unidade prisional e em data diferente dos demais candidatos. No dia da prova, apresentam o curso que possuem interesse. Após a entrega dos resultados, a Secretária de Estado da Justiça (Sejus), por meio da Gerência de Reinserção Social (Geres), e o Núcleo de Ensino e Cultura ao Apenado (Nueca), realizam a inscrição do reeducando no curso solicitado.

O sonho em cursar o ensino superior vem despertando os reeducandos, prova disso, é que o número de candidatos do sistema prisional vem aumentado a cada ano. De acordo com dados do Nueca, houve um salto no interesse dos apenados em participar do Enem entre os anos de 2017 e 2019.

Veja a relação de inscritos por ano na capital e interior:

2017: 288 inscritos (240 da Capital e 48 do interior)
2018: 595 inscritos (387 da Capital e 208 do interior)
2019: 711 inscritos (354 da Capital e 357 do interior)

Por Secom


Seja o primeiro a colaborar

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email