Notícias de Rondônia

Rio Machado atinge 10 metros de profundidade, segundo medição da ANA

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o nível de alerta para possíveis transbordamentos e enchentes é a partir dos 10 metros de profundidade, mas as águas só invadem as residências mais baixas quando a medição ultrapassa os 10,50 metros.


Rio Machado atinge 10 metros de profundidade, segundo medição da ANA
SONY DSC

O nível do rio Machado superou a marca dos 10 metros de profundidade no último fim de semana, ligando o sinal de alerta no Corpo de Bombeiros e na Defesa Civil de Ji-Paraná. Segundo a medição realizada pela Agência Nacional de Águas (ANA), o rio atingiu 10,09 metros na tarde do último domingo (15), maior nível já registrado em 2018.

O comandante do 2º Grupamento de Bombeiro Militar (2º GBM), tenente José Aparecido dos Santos, esclareceu que está sendo realizado um monitoramento por meio do aplicativo da ANA e que o estado de alerta fica mantido até o fim do mês de abril.

“Durante esse período, o nível do rio Machado pode elevar, basta que chova forte nas cabeceiras”, explicou o comandante do 2º Grupamento de Bombeiro Militar.

No início da segunda-feira (16), o nível do rio começou a baixar, deixando a casa dos 10 metros logo nas primeiras horas do dia. Durante a tarde, o registro da ANA apontava 9,86 metros de profundidade.

José Bispo Rodrigues Sobrinho mora há mais de 10 anos na margens do rio Machado. Ele acompanhou toda a movimentação das águas nos últimos dias.

“Ele [rio] pegou muita água nesta semana, cerca de 1,5 metro em três dias, mas na segunda-feira a gente começou a notar que ele voltou a baixar. Quem mora aqui já está prevenido com essas situações, a maioria das casas aqui, na rua Beira Rio, são altas. Todo ano sabemos que isso acontece, então a cheia do rio virou uma rotina para quem mora nas margens”, admitiu.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o nível de alerta para possíveis transbordamentos e enchentes é a partir dos 10 metros de profundidade, mas as águas só invadem as residências mais baixas quando a medição ultrapassa os 10,50 metros.

O 2º GBM informou que acompanhando toda a movimentação do nível do rio e que está de prontidão para qualquer tipo de emergência e, caso seja necessário, realizar a retirada dos moradores ribeiros das áreas com risco de alagamento.

Fonte: Correio Popular News




MAIS NOTÍCIAS DE Rondônia