Siga

Rondônia

VIAJANDO – Bancada de Rondônia se apega ao câncer para “limpar a barra” ao lado de Temer

Ou seja, todos os personagens da foto são envolvidos de forma diretas em denuncias ou investigações de apropriação de dinheiro público, tentando se apegar à algo tão desgraçado como o câncer na tentativa de converter isso em voto, a bancada rondoniense vem mostrando sua própria desgraça desde o início da operação Lava Jato.

A visita do presidente da republica Michel Temer (PMDB) pela capital de Rondônia nesta última quinta-feira (23) explicitou aos cidadãos rondonienses a deprimente situação ao qual o presidente se colocou ao assumir de forma intempestiva a cadeira de chefe da nação.

Nunca na história de Rondônia um presidente teve uma passagem tão apagada, cercado por seguranças comandados para suprimir qualquer indício de manifestação, Temer sequer chegou a pisar em alguma rua da cidade.

O avião presidencial aterrizou na Base Aérea de Porto Velho ainda pela manhã, acompanhado Temer estavam os três senadores rondonienses, além de sua aliada pessoal, a deputada Marinha Raupp (PMDB). De helicóptero seguiram para o local do evento.

De olho no pleito 2018 e desesperados para limparem suas imagens perante a comunidade após seguidas denúncias de corrupção, lavagem de dinheiro e sonegação de imposto, envolvendo os senadores Ivo Cassol (PP), Valdir Raupp (PMDB) e Acir Gurgacz (PDT), os congressistas rondonienses colaram em Temer e utilizaram da inauguração da unidade do Hospital do Câncer de Barretos em Porto Velho para tentar “limpar a barra”.

Vale ressaltar que o Hospital do Câncer de Barretos foi uma iniciativa que teve seu início bem longe do berço público e burocrático, com seu sucesso, o projeto passou a precisar de apoio e investimento público, já estava desempenhando um serviço que era dele, por isso é deprimente o papel que os políticos se sujeitaram na tentativa de se promoverem.

Logo na chegada uma selfie postada ao lado do presidente dentro do avião, rapidamente a imagem se espalhou pela rede, e o retorno da comunidade foi o mais negativo possível, o grande problema é que Ivo Cassol e Valdir Raupp, foram apontados pela Justiça Federal como recebedores de propinas para direcionamento de votos nos projetos de lei do Congresso Nacional, isso sob com a participação do próprio presidente, Michel Temer.

Acir Gurgacz foi acusado pelo senador Ivo Cassol, de ser sonegador de impostos através de sua empresa de transporte terrestre de passageiros, Eucatur, e Marinha Raupp, vem sendo acompanhada de perto pelas autoridades policiais e judiciarias que ainda não entenderam como ela triplicou de patrimônio em apenas três anos após sua eleição.

Ou seja, todos os personagens da foto são envolvidos de forma diretas em denuncias ou investigações de apropriação de dinheiro público, tentando se apegar à algo tão desgraçado como o câncer na tentativa de converter isso em voto, a bancada rondoniense vem mostrando sua própria desgraça desde o início da operação Lava Jato.

Fonte: JH Notícias – João Paulo Prudêncio

 

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Mega Frio Climatização

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade