Siga

Trilhando a História

Dia do Historiador

 O Grande Historiador Brasileiro

Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo ( Recife, 19 de agosto de 1849 – Washington, 17 de janeiro de 1910) foi um brasileiro políticodiplomatahistoriadorjuristajornalista e um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras.
Foi um dos grandes diplomatas do Império, além de orador, poeta e memorialista. Além de “O Abolicionismo”, “Minha Formação” figura como uma importante obra de memórias, onde se percebe o paradoxo de quem foi educado por uma família escravocrata, mas optou pela luta em favor dos escravos . Nabuco diz sentir “saudade do escravo” pela generosidade deles, num contraponto ao egoísmo do senhor. “A escravidão permanecerá por muito tempo como a característica nacional do Brasil“, sentenciou.

Joaquim Nabuco – Recife – PE

O Grande Historiador de Rondônia
Biografia, segundo informações da Academia de Letras de Rondônia : Desde 1954 escreveu em Jornais, ora no “0 Guaporé, ora no Alto Madeira”, crônicas quase na sua totalidade versando sobre fatos ocorridos há alguns anos passados.
Por isso, intitulou essas crônicas de “HISTÓRIA ANTIGA”.
É pioneiro filho de pioneiro, chegando aqui em Porto Velho trazido pelo pai, quando tinha apenas oito anos de idade.
Aqui estudou, fazendo o curso primário. Aos 14 anos, passou a trabalhar na Madeira-Mamoré, a lendária Estrada de Ferro. Alguns anos depois, trabalhou na Fordlandia, por cinco anos e, em 1932, serviu ao Exército, voltando em 1933 à Porto Velho, onde passou a trabalhar na Caixa de Aposentadoria dos Ferroviários e na Madeira Mamoré.
Em 1943, com a criação do Território, ESRON passa a ser um dos organizadores da Guarda Territorial aonde chegou a exercer o comando e, posteriormente, em 1952, também é encarregado de dar os primeiros passos para a organização do Corpo de Bombeiros, fazendo curso de Bombeiro Técnico no Rio de Janeiro. 
Em 1953, foi delegado de polícia na área dos garimpos, escrivão eleitoral em 1958, assistente militar do governador Paulo Nunes Leal e, em 1960, Delegado do Governo do território junto às firmas construtoras da BR-29 (depois 364).
Veio a se aposentar no serviço público em 1962, quando passou a exercer atividades diversas em empresas privadas. 
Em 1969 comandou o Corpo de Bombeiro, foi secretário da extinta ARENA entre 1975/1976 e,exerceu por muito tempo, a função de assessor especial para assuntos legislativos na Prefeitura Municipal de Porto Velho.
A este homem de vida tão vivida, ainda restou tempo para nos brindar com relatos de fatos,de nossa terra e nossa gentes, através do seu “RETALHOS PARA A HISTÓRlA DE RONDÔNIA” – onde aborda diversos assuntos, como a evolução dos transportes em Rondônia, os homens que fizeram história, desde Rondon até Jorge Teixeira, os municípios que já existiam e os criados, a criação do Território e a elevação deste a Estado etc. 

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Mil Contabilidade

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade