Siga

Trilhando a História

Vila Murtinho, onde sobra História, falta preservação

Estação Ferroviária de Vila Murtinho fronteira com a Bolívia
Vila Murtinho, situada na confluência dos rios Beni e Mamoré, era a estação da E.F.M.M. mais movimentada. A razão consistia em ser o ponto de embarque das mercadorias dos produtores bolivianos como a borracha, a castanha, a copaíba, poaia, o camaru, além de ser o porto de desembarque das mercadorias vindas da Europa. Estas eram embarcadas com destino à “ Casa Suares” em Cachoeira Esperanza, sede dos serigais benianos.

Nos dias da chegada dos trens, Vila Murtinho regurgitava de gente. Bolivianos e brasileiros confraternizavam-se nesse dia em cervejadas homéricas e nos jogos de pôquer, da pinta e do cispladim. Por vezes essas reuniões degeneravam-se em sérios conflitos. Por isso o governo do Mato Grosso nomeou delegado da localidade um capitão reformado da polícia chamado Capitão Paz, para por fim as badernas.
Vila Murtinho hoje é só ruínas, existe ainda resistindo ao tempo uma Igreja gótica de Santa Teresinha, uma Estação da Ferrovia abandonada, algumas casa antigas com sua estrutura comprometida, uma caixa d’água de 100 anos e alguns galpões.
O Trilhando a História vai ao ar todas as terças no canal 17 na Rede TV Rondônia no programa Fala Rondônia ao meio dia em rede estadual e em horários alternativos nos canais 20 e 25.

 

Publicidade

ASSFAPOM - Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia

Publicidade

Conveniência Liberdade em Porto Velho

Publicidade

Gurjão Santiago Kikuchi Advogados Associados

Mil Contabilidade

Publicidade

BOCA ROSA – Curso de Maquiagem PROFISSIONAL

Publicidade

3D Store - O estilo que você precisa!

Publicidade