Search
Close this search box.
Publicidade

Após estranhar atraso de mulher, marido aciona a polícia e a encontra morta dentro de carro

Marido encontrou localização do carro e informou a PM, que achou mulher morta.
Publicidade

Uma mulher de 35 anos foi encontrada morta dentro do próprio carro na noite desta quarta-feira (31), em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Quem chamou a Polícia Militar (PM) foi o marido, depois que Franciele Gusso Rigoni, 35 anos, não voltou para buscá-lo num mercado. A polícia já tem linhas de investigação para a motivação do crime.

Franciele foi achada morta dentro do próprio carro, mas no banco do passageiro, segundo a PM. Foto: Banda B.
Conforme contou a PM, o marido foi deixado em um mercado e o combinado era que ela voltaria para buscá-lo. Como não voltou, ele começou a achar estranho a demora e a falta de contato, então acionou o rastreador e viu o veículo parado há muito tempo na Av. Papa Calixto II, no Jardim Guarani.

Publicidade

“Ele tinha informação que facilitou localizar o veículo. A equipe, chegando ao local, constatou a situação de morte violenta. A constatação do óbito foi feita por quem era de competência. Isolamos o local para a perícia”.

Conforme o tenente, no momento da chegada da equipe da PM, Franciele estava no banco do passageiro. Tudo indica que ela foi morta a facadas.

“Ela tinha algumas lesões que aparentam ser golpes contundentes, com algum objeto, e também lâminas. Ela estava no banco do passageiro”.

disse o tenente Augusto, da PM

Olhando o histórico do casal, a polícia não encontrou nada que pudesse indicar alguma suspeita sobre o relacionamento. Apesar disso, a PM viu que os dois foram sequestrados recentemente.

“Há um registro de uma situação de boletim de ocorrência de sequestro, no entanto não há nada ainda que indique qualquer correlação entre os fatos ou também que aponte que não tem correlação, ainda estão sendo apuradas as situações”.

detalhou o tenente Augusto, da PM

O casal morava na região do Alphaville, em Pinhais, também na RMC. Fábio Rodrigo, investigador da Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, disse que a Polícia Civil acionou a Polícia Científica para ajudar no caso.

“Quando tomamos conhecimento que ela estava com ferimentos na parte da cabeça e lesões no tórax, foi tentado esfaquear, acionamos o setor de perícia papiloscópica para colher digitais no veículo”.

disse o Fábio Rodrigo, investigador da Delegacia do Alto Maracanã

Além disso, os familiares de Franciele foram ouvidos ainda no local do crime. Isso tudo para que a polícia já possa começar a trilhar uma linha de investigação.

“O marido e irmãs da vítima vieram ao local, já entrevistamos eles, já coletamos câmeras de segurança para avaliarmos se vão ajudar nas investigações. Temos algumas linhas de investigação já iniciadas, vamos fazer de tudo para poder chegar a autoria desse crime”.

comentou Fábio Rodrigo, investigador da Delegacia do Alto Maracanã

Carro foi achado na Avenida Papa Calixto II, no Jardim Guarani, em Colombo.

Motivação

Segundo o investigador da Polícia Civil, o marido de Franciele estava muito assustado com o que aconteceu. A polícia suspeita de que ela possa ter sido vítima de um latrocínio (roubo com morte), mas não descarta outras hipóteses.

“O marido estava bem desesperado, ela tinha levado ele até um determinado comércio, ficou para fazer orçamento nesse local, após isso ela acabou sumindo e apareceu em Colombo morta. A bolsa dela está sem pertences, vazia, o celular dela não foi localizado, tem alguns sinais que vai ser motivo de investigação. Acreditamos que nas próximas horas podemos ter novidades. O que chama a atenção é que só a aliança dela não foi levada”.

finalizou Fábio Rodrigo, investigador da Delegacia do Alto Maracanã

Combate Clean Anúncie no JH Notícias