Notícias de Brasil

DECRETO DAS ARMAS: Líder da maioria acha difícil deputados contrariarem o Senado

Postado em 21/06/2019 às 10h57min


DECRETO DAS ARMAS: Líder da maioria acha difícil deputados contrariarem o Senado

A Câmara dos Deputados vai votar na próxima terça ou quarta-feira em plenário os projetos que derrubam os decretos de posse e porte de arma editados pelo presidente Jair Bolsonaro . A informação foi confirmada ao GLOBO por líderes do centrão após reunião na noite desta quarta-feira na residência oficial do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Também participaram do encontro o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni , e o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho.
Nesta terça-feira, o Senado aprovou sete propostas que revogam as novas regras editadas por Bolsonaro sobre armas. Agora, a Câmara vai tratar do assunto.

— Acho difícil contrariar decisão do Senado — disse o líder da maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

O deputado disse ainda que algumas regras que estão nos decretos poderiam ser incluídas em projetos de lei que já tramitam na Câmara.
O líder disse ainda que Maia deve conversar com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), antes de pautar os projetos.

O líder do PR, Wellington Roberto (PB), também disse que o assunto deve ser apreciado na próxima semana, mas não soube afirmar se os deputados vão seguir a mesma decisão do Senado.

Segundo a líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), o Planalto vai conversar com integrantes da bancada evangélica para tentar impedir que a Câmara derrube os decretos.

— Eu vou tentar trazer parte da bancada evangélica para apoiar esse decreto. E, obviamente, se há algum ponto específico que incomode, a gente vai debater, para que possamos costurar um consenso em torno deste decreto e aprovar. Agora, se houver alguma mexida (nos projetos aprovados na terça), volta ao Senado — disse a líder do governo.

Por www.agoranoticiasbrasil.com.br