Search
Close this search box.
Publicidade

Com Lula, Brasil volta ao grupo das dez maiores economias do mundo

De acordo com o relatório do World Economic, o país ultrapassou o Canadá, com PIB previsto de US$ 2,12 trilhões.
Publicidade

De acordo com o relatório do World Economic, o país ultrapassou o Canadá, com PIB previsto de US$ 2,12 trilhões

Em meio a um cenário de desaceleração econômica global, o Brasil tem motivos para otimismo. Ao fechar o ano de 2023 com um Produto Interno Bruto (PIB) estimado em US$ 2,13 trilhões, o país, com o governo Lula, alcançou o nono lugar das maiores economias do mundo, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI). No ano passado, o Brasil ocupava o 11ª lugar no ranking.

Publicidade

De acordo com o relatório do World Economic, o país ultrapassou o Canadá, com PIB previsto de US$ 2,12 trilhões.

A presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann,comemorou o fato: “Depois de sair do top 10 das maiores economias do mundo com Bolsonaro, ultrapassamos o Canadá e agora somos a 9a. Antes disso, entre 2010 e 2014, nas gestões Lula e Dilma chegamos a ser a 7a maior economia. No começo de 2023, estávamos na 12ª posição e vamos fechar o ano subindo 3 posições no ranking! Cadê a turma do Brasil vai quebrar com o PT?! O nome disso é trabalho sério, tomar decisões para o bem do povo e do país! Viva o governo @LulaOficial!”.

Veja as 20 maiores economias do mundo em 2023, segundo projeção do FMI:

1. Estados Unidos – US$ 26,95 trilhões
2. China – US$ 17,7 trilhões
3- Alemanha – US$ 4,43 trilhões
4. Japão – US$ 4,23 trilhões
5. Índia – US$ 3,73 trilhões
6. Reino Unido – US$ 3,33 trilhões
7. França – US$ 3,05 trilhões
8. Itália – US$ 2,19 trilhões
9. Brasil – US$ 2,13 trilhões
10. Canadá – US$ 2,12 trilhões
11. Rússia – US$1.86 trilhão
12. México – US$1.81 trilhão
13. Coreia do Sul – US$1.71 trilhão
14. Austrália – US$1.69 trilhão
15. Espanha – US$1.58 trilhão
16. Indonésia – US$1.42 trilhão
17. Turquia – US$1.15 trilhão
18. Holanda – US$1.09 trilhão
19. Arábia Saudita – US$1.07 trilhão
20. Suíça – US$ 905 bilhões

Combate Clean Anúncie no JH Notícias