Search
Close this search box.
Publicidade

Prazo de pagamento da inscrição do Enem 2023 encerra nesta quarta-feira

Cada candidato pagará R$ 85
Publicidade

O prazo para pagamento da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023 termina nesta quarta-feira (21). Os participantes têm a opção de pagar o valor de R$ 85 por boleto, PIX, cartão de crédito, débito em conta-corrente ou poupança, dependendo do banco. Para realizar o pagamento via PIX, basta acessar o QR Code disponível no boleto.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) será responsável pela aplicação do Enem 2023, que ocorrerá nos dias 5 e 12 de novembro. Os resultados serão divulgados em 16 de janeiro de 2024.

Publicidade

O edital contendo o cronograma e as regras para o Enem 2023 foi publicado no início de maio. Além de apresentar as datas e horários da prova, o documento detalha os documentos necessários e as obrigações dos participantes, incluindo situações que podem levar à eliminação do candidato.

A quantidade preliminar de inscrições para o Enem 2023, de acordo com dados do Inep, é de 4.673.333. Esse número representa um aumento de 8,2% em relação a 2022, quando houve 4.318.324 inscritos. Os números finais serão divulgados após o encerramento do período de pagamento da taxa de inscrição.

Dentre os inscritos, 2.155.238 (46,1%) foram isentos do pagamento da taxa e farão a prova de forma gratuita. O pedido de gratuidade do Enem ocorreu em abril. Aqueles que não são isentos devem efetuar o pagamento da taxa de inscrição para confirmar sua participação.

Existem três perfis de participantes que têm direito à gratuidade: estudantes que estão cursando a última série do ensino médio em escola da rede pública; aqueles que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola privada, desde que possuam renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio; e indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, membros de famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O Enem é uma avaliação do desempenho escolar dos estudantes ao final da educação básica. Instituído em 1998, tornou-se a principal forma de ingresso ao ensino superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de programas como o Programa Universidade para Todos (Prouni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem como critério único ou complementar em seus processos seletivos, além de ser utilizado para solicitar financiamento estudantil em programas governamentais, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser aproveitados em processos seletivos de mais de 50 instituições de ensino portuguesas, que possuem convênio com o Inep para aceitar as notas do exame. Esses acordos garantem o acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar o ensino superior em Portugal.

Os dados do Enem também são utilizados para o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais, sendo importantes na formulação de políticas públicas.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias