Search
Close this search box.
Publicidade

EM RO – MP e conselhos municipais agem para garantir integridade de idosa

A idosa não possui uma rede de apoio familiar para os cuidados diários, e a única filha disponível para ajudar demonstrou não ter condições físicas e psicológicas para continuar prestando assistência
Publicidade

Na luta pela proteção dos direitos da pessoa idosa em Cacoal, uma ação conjunta entre o Ministério Público de Rondônia (MPRO) e os Conselhos Municipais da Mulher e do Idoso está sendo articulada para garantir a integridade física e emocional de uma idosa de quase 80 anos em situação de vulnerabilidade.

O caso, que veio à tona durante uma visita dos representantes dos conselhos municipais ao MPRO na última terça-feira (7/5), revelou a dramática condição em que se encontra a idosa, que está acamada e dependente de ajuda para suas necessidades básicas.

Publicidade

De acordo com informações apresentadas durante a reunião, a idosa não possui uma rede de apoio familiar para os cuidados diários, e a única filha disponível para ajudar demonstrou não ter condições físicas e psicológicas para continuar prestando assistência, colocando em risco não apenas sua própria vida, mas também a da mãe.

Diante dessa situação alarmante, a equipe técnica do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e o Conselho do Idoso propuseram ao MPRO uma intervenção coordenada para garantir a proteção da idosa.

No encontro realizado nas dependências do MPRO em Cacoal, o Promotor de Justiça da Curadoria da Saúde, Marcos Ranulfo Ferreira, discutiu o caso em detalhes, orientando sobre as responsabilidades legais das instituições envolvidas e tomando as providências necessárias para garantir a segurança e o bem-estar da idosa e de sua filha.

É crucial destacar que o MPRO está acompanhando de perto a evolução da situação e se comprometeu a adotar novas medidas, caso necessário, para proteger os direitos da pessoa idosa e garantir sua integridade física e emocional.

O trabalho conjunto entre os órgãos competentes, incluindo o MPRO, os Conselhos Municipais da Mulher e do Idoso, além das Secretarias envolvidas, é fundamental para encontrar uma solução adequada e humanitária para essa situação complexa, assegurando assim que a dignidade e os direitos da pessoa idosa sejam preservados em Cacoal.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias