Search
Close this search box.
Publicidade

Ex-juiz acusado de diversos crimes em Rondônia é aposentado pelo TJRO

As acusações do Ministério Público alegavam que ele teria praticado diversos crimes, incluindo extorsão e falsidade ideológica.
Publicidade

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), através de decisão do desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, presidente do tribunal, anunciou a aposentadoria compulsória do ex-juiz Hedy Carlos Soares, da Comarca de Buritis. A medida foi oficializada no Diário da Justiça desta quinta-feira (10). Hedy Carlos Soares enfrentava acusações do Ministério Público por crimes como extorsão, falsidade ideológica, violação de domicílio, coação no curso do processo e fraude processual.

A decisão de aposentadoria compulsória foi tomada pelo Tribunal Pleno Administrativo do TJRO, garantindo que o ex-juiz receberá proventos proporcionais ao tempo de serviço.

Publicidade

O ex-juiz Hedy Carlos Soares foi detido em agosto do ano anterior enquanto tentava viajar para os Estados Unidos. As acusações do Ministério Público alegavam que ele teria praticado diversos crimes, incluindo extorsão e falsidade ideológica. O magistrado permaneceu sob prisão até 10 de abril deste ano, quando foi solto com base em decisão do ministro Messod Azulay Neto, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), após a apresentação de provas pela Polícia e pelo órgão acusador.

As denúncias do Ministério Público apontavam que Hedy Carlos Soares teria usado métodos arbitrários e ameaças para cobrar supostas dívidas pessoais de um casal da região de Buritis.

Os acontecimentos envolvendo o ex-juiz incluíram, conforme relatado pelo site Tudo Rondônia em setembro do ano anterior, uma ocorrência registrada na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Buritis. A vítima, Andreia de Lima Sinotti, esposa de Sérgio dos Santos Beraldo, acusou o magistrado de exercício arbitrário das próprias razões. Ela afirmou que o juiz a coagiu a assinar uma procuração que transferiria plenos poderes sobre seus bens para uma terceira pessoa, sob ameaça de prisão.

O ex-juiz foi acusado de invadir a casa de Andreia de Lima Sinotti após ela ter revogado a procuração e retirar o padrão de energia elétrica da residência, ameaçando-a a deixar o local. Uma série de eventos se desenrolou, envolvendo acusações e tentativas de acordos. No entanto, o ex-juiz negou as acusações e afirmou que os reconhecimentos de dívida e as supostas coações eram falsas.

A aposentadoria compulsória de Hedy Carlos Soares reflete uma série de eventos que abalaram a reputação do ex-juiz e trouxeram à tona acusações sérias.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias