Siga nossas redes sociais

Domingo, 28/11/2021

JH Notícias

Mundo

Máscaras e cigarro ao mar: prêmio de fotografia mostra impacto da poluição na vida marinha

Ocean Photography Awards seleciona imagens sobre a vida marinha em 8 categorias. Neste ano, a disputa no tema “conservação” destacou imagens que retrataram o dano causado pelo lixo.

WhatsApp

As imagens de um cavalo-marinho preso a uma máscara e a de um peixe tentando comer com um filtro de cigarro foram destaques deste ano do Ocean Photography Awards, prêmio dedicado ao mar e à vida marinha.

A premiação conta com oito categorias: oceano, conservação, aventura, exploração, novo, escolha popular, portfólio coletivo e Fifty Fathoms Fifty. Além de impressionantes imagens sobre o fundo do mar, neste ano a premiação também refletiu sobre a poluição dos mares.

Veja abaixo os vencedores das categorias Conservação e Oceano:

Chamada Escolar 2022
Banner publicitário Refis-Semfaz Porto Velho

Categoria: Conservação

Foto de enguia morta em linha de pesca abandonada ganhou o 1° lugar na categoria 'Conservação' — Foto: Ocean Photopgraphy Awards | Kerim Sabuncuoglu

Foto tirada por Kerim Sabuncuoglu ficou com o 1° lugar na categoria ‘Conservação’. Imagem retrata enguia enrolada em uma linha de pesca abandonada.

Segundo o autor, a enguia havia mordido o anzol de uma linha de pesca abandonada no mar, e enquanto tentava escapar acabou se enrolando ainda mais.

“Cada giro sufocava lentamente o pobre animal até que ele não conseguiu mais respirar. Esta fotografia mostra um grito silencioso”, revela Sabuncuoglu.

A gaivota e a linha de pesca fantasma. Fotografia venceu o 2° na categoria 'conservação' — Foto: Ocean Photography Awards | Galice Hoarau

Imagem feita no canal de Saltstraumen, na Noruega, ficou com o segundo lugar na categoria ‘Conservação’. A imagem feita por Galice Hoarau mostra uma gaivota morta presa a uma linha de pesca no fundo no mar.

Segundo Hoarau, Saltstraumen é um dos lugares com maior biodiversidade do mundo, contudo a pesca é permitida na região, o que impacta na vida marinha.

“Essas linhas são armadilhas mortais para a vida selvagem, especialmente aves marinhas”, aponta Hoarau.

Um molusco flutua sobre um pedaço de lixo. Imagem ganhou o 3° lugar na premiação sobre fotografia da vida marinha — Foto: Ocean Photography Awards | Steven Kovacs

“Fiquei bastante surpreso ao ver essa fêmea em particular se arrastando enquanto segurava um pedaço de lixo”, revela o autor da fotografia.

Mulher para efetivação

Segundo ele, a imagem foi feita nas Filipinas durante um mergulho noturno em águas profundas. O fotografia ganhou o 3° lugar na categoria ‘Conservação’.

Um filhote de pinguim-imperador olha para o mar aberto — Foto: Ocean Photography Awards | Stefan Christmann

Segundo o autor da imagem, Stefan Christmann a cena retratada na fotografia não deveria ser comum porque os pinguins costumam passar da borda ao mar em alturas mais baixas. Nesse caso, contudo, uma mudança climática induzida pelo rompimento precoce do gelo.

“Esta imagem simboliza o futuro incerto que esses pássaros magníficos estão enfrentando”, afirma Christmann.

Categoria: Oceano

 

Com a imagem de uma tartaruga verde cercada por peixes de vidro Aimee Jan ganhou o primeiro lugar na categoria ‘Oceano’.

A fotografia retrata uma das quatro espécies de tartarugas encontradas no recife de Ningaloo, na Austrália.

“Estávamos fazendo um mergulho livre no fundo do recife quando um dos meus amigos do trabalho me chamou e disse que havia uma tartaruga sob uma saliência em um cardume de peixes de vidro, cerca de 10 metros abaixo”, contou Aimee Jan ao site do prêmio.

“Quando mergulhei para olhar, os peixes separaram-se perfeitamente em volta da tartaruga e foi isso que eu vi. Eu disse à ela [tartaruga]: acho que acabei de tirar a melhor foto da minha vida”, disse Jan.

Abatrozes mergulhando em busca de comida. Fotografia foi premiada com 2° no Ocean Photography Awards. — Foto: Ocean Photography Awards | Henley Spires

Henley Spires, autor da imagem que levou o 2° lugar na categoria ‘Oceano’ retratou o mergulho violento de abatrozes em busca de comida.

Segundo o autor, as aves só aguentam o impacto com a água devido aos sacos de ar que possuem na cabeça e no peito.

“A agilidade dos pássaros se transfere do ar para o mar, nadando com um incrível velocidade de reação”, afirmou Spires.

Um filhote de tartaruga-de-pente dá seu primeiro mergulho. Imagem foi premiada com 3° lugar no Ocean Photography Awards. — Foto: Ocean Photography Awards | Matty Smith

Matty Smith conseguiu retratar o primeiro mergulho de um filhote de tartaruga-de-pente. Segundo Smith, o animal que media apenas 3,5 cm de comprimento havia saído de um ovo minutos antes juntamente com cerca de 100 outros filhotes.

“Eles rapidamente atravessaram a areia e entraram no oceano para se dispersar e evitar a predação de pássaros e peixes. Tive que trabalhar rápido para essa foto”, disse Smith, que levou o prêmio de 3° lugar na categoria “Oceano”.

Curtiu? Siga o JH NOTÍCIAS no Facebook, Instagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias de Rondônia.

Por G1

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade JR Consultoria Financeira Porto Velho
Publicidade
Publicidade Mulher para efetivação
Publicidade
Banner publicitário Refis-Semfaz Porto Velho
Chamada Escolar 2022
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais em Mundo

Compartilhe esta notícia: