Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

Bandido morre após troca de tiros com a polícia; comparsa foi preso

Os policiais que detiveram Renan, encontraram com ele uma pistola Glock Calibre 9 mm com três carregadores, uma placa de empunhadura e seis cartuchos de calibre 9mm.
📷: JH Notícias
Publicidade

Na noite desta quinta-feira (23), policiais militares trocaram tiros com criminosos durante perseguição por várias ruas da capital. Renan Simão da Silva de Oliveira, de 22 anos, morreu e Breno V. N. de S., 21 anos, foragido da justiça, foi preso.

Uma guarnição da Polícia Militar avistou um automóvel Modelo Onix, de cor branca, no cruzamento da Avenida Rio de Janeiro com Avenida Rio Madeira, cujo motorista estava usando colete a prova de balas. Foi dada ordem de parada, mas o suspeito empreendeu fuga, sendo acompanhado pelos militares que solicitaram apoio de outras guarnições da PM. Durante a fuga, os criminosos atiraram contra os policiais, culminando em troca de tiros.

Publicidade

O pneu dianteiro de uma guarnição da Força Tática foi atingido por um dos tiros efetuados pelos criminosos, mas mesmo assim o policial continuou no acompanhamento. O motorista em fuga passou diversos semáforos vermelhos e cruzou vias preferenciais sem se atentar ao tráfego de veículos, colocando a vida de inocentes em risco. Seguindo pela Rua Alexandre Guimarães, o motorista entrou na Rua Renato Perez, onde abandonou o carro e fugiu a pé com o comparsa.

O suspeito Breno entrou em uma residência e saiu pulando vários muros, mas acabou caindo, sendo preso pelos policiais. Já Renan, invadiu uma casa do outro lado da rua e pulou alguns muros, rendendo um idoso, que entrou em luta corporal com o criminoso, tentando lhe tirar a arma. O neto da vítima conversou com Renan, que soltou o idoso, mas tomou o neto como refém. O idoso ficou ferido e precisou ser encaminhado ao hospital.

Quando uma guarnição da Polícia Militar chegou na casa onde estava Renan, o indivíduo apontou a arma aos policiais, e um dos militares atirou visando resguardar a própria vida e de seus companheiros de farda. Renan foi baleado e socorrido na própria viatura da PM, sendo encaminhado ao Hospital e Pronto Socorro João Paulo II. Momentos após dar entrada na unidade hospitalar, Renan morreu. Os policiais que detiveram Renan, encontraram com ele uma pistola Glock Calibre 9 mm com três carregadores, uma placa de empunhadura e seis cartuchos de calibre 9mm.

A perícia técnica foi acionada e dentro do veículo ocupado por Breno e Renan, foram encontrados um colete balístico, dezessete cartuchos calibre. 9mm, dois carregadores de pistola calibre 9mm, duas empunhaduras de marca glock, uma porção de substância entorpecente aparentando ser maconha, uma escova para manutenção de cano de armamento, uma maleta e um manual de instrução de pistola Glock, um coldre de polímero, um coldre de couro, três celulares, um carregador de celular, uma chave e uma mochila preta.

O foragido Breno recebeu voz de prisão e foi encaminhado para o Complexo da Polícia Civil.

VEJA VÍDEO:

Anúncie no JH Notícias