Search
Close this search box.
Publicidade

Dupla é presa com ferramentas furtadas e homem se passando por advogado

A dupla foi flagrada com várias ferramentas furtadas em um carro modelo Honda Civic.
Publicidade

Dois homens de 39 e 42 anos foram presos por receptação e outro de 36 por falsidade ideológica na noite de quinta-feira (02), por uma equipe da Força Tática do 1° Batalhão. A dupla foi flagrada com várias ferramentas furtadas em um carro modelo Honda Civic, de cor preta, no beco São José, bairro Cai N’água, e o terceiro após se passar por advogado.

De acordo com informações apuradas pela equipe de jornalismo, a equipe policial recebeu denúncias que um veículo de cor preta estaria transitando próximo a bocas de fumo. Durante o patrulhamento o veículo foi avistado e abordado. Feito a revista dentro do automóvel, foram localizadas várias ferramentas elétricas como furadeiras, makitas, maletas com chaves, serras e diversos outros.

Publicidade

Questionado sobre todo material encontrado, o suspeito disse que era do patrão, e estavam levando para uma área de garimpo no baixo madeira. O suposto patrão chegou depois dizendo ser o dono dos produtos, e que havia comprado em diversas lojas, por isso não tinha nota fiscal das mesmas.

Depois entrou em contradição dizendo que recebeu como pagamento de garimpeiros. O proprietário de uma loja de ferramentas na Avenida Jatuarana reconheceu os objetos como os furtados de seu estabelecimento comercial no dia 19 de novembro do ano passado.

Na central de Polícia o suspeito de 36 anos entrou na sala de registro de ocorrências da PM e se apresentou como advogado, depois tentou fugir ao ser solicitado o registro da OAB, porém, foi detido ainda no portão da delegacia.

O falso advogado após receber voz de prisão por falsidade ideológica ainda desacatou um sargento do Batalhão de Choque depois que foi advertido por estar falando com os detidos pela grade da cela e pegar o celular e a carteira de um deles sem permissão.

Dentro da caminhonete do falso advogado foi localizado o valor de R$4.543,00 reais que segundo o suspeito, era da venda irregular de combustível no garimpo e das ferramentas furtadas.

Todos foram apresentados na Central de Flagrantes ao Delegado de Plantão com todo material apreendido.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias