Search
Close this search box.
Publicidade

Fiscalização em reservas tem apreensão de antena de internet, caminhões com madeiras, motores e destruição de pontes, em RO

Operação conjunta entre PF e Ibama foi realizada durante quatro dias. Ninguém foi preso, mas investigação continua.
Publicidade

Fiscalizações ambientais realizadas na Reserva Roosevelt e no Parque Aripuanã, em Rondônia, terminaram com várias apreensões, inclusive caminhões de madeira, motores e antena de internet. A operação foi realizada pela Polícia Federal (PF) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), entre segunda-feira (20) e esta quinta-feira (23).

Segundo a PF, dentro das áreas de proteção foram encontrados maquinários e estruturas utilizadas nas atividades criminosas envolvendo garimpo e exploração de madeira.

Publicidade

Acampamentos, balsas, barcos, caminhões e motores foram apreendidos pelos agentes, além de uma antena Starlink, usada para se conectar a internet. A operação também teve a destruição de sete pontes que davam acesso a locais de exploração de madeira e retirada de pedras preciosas.

Ao todo, a operação contou com a participação de 63 policiais federais e dois agentes de fiscalização do Ibama. Não houve prisões em flagrante.

A PF informou que está iniciando uma investigação para identificar os suspeitos de estarem desmatando e retirando madeira ilegalmente dentro da Reserva Roosevelt e no Parque Aripuanã. O inquérito também deve seguir para apurar a prática de garimpo clandestino.

A reserva Roosevelt fica localizada em Espigão D’Oeste (RO) e tem aproximadamente 2,7 milhões de hectares. Já o Parque Aripuanã abrange os municípios de Vilhena (RO) e Juína (MT), e dois povos indígenas vivem na unidade.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias