Search
Close this search box.
Publicidade

Polícia Civil realiza operação e afasta enfermeiro suspeito de comercializar receitas médicas

Seguindo as informações fornecidas, a primeira fase da operação foi realizada em maio, quando mandados de busca e apreensão foram cumpridos.
Publicidade

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Jaru, deflagrou uma operação que resultou no afastamento de um enfermeiro de suas atividades por 90 dias, de acordo com a determinação da Vara Criminal. O servidor público é suspeito de fornecer receituários em branco de forma onerosa a um farmacêutico da cidade.

As investigações tiveram início após a Vigilância Sanitária local detectar inconsistências e suspeitas de fraude durante suas atividades de rotina. Seguindo as informações fornecidas, a primeira fase da operação foi realizada em maio, quando mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Publicidade

Na segunda fase da operação, foi solicitado o afastamento do servidor público de seu cargo, além de restrições de aproximação do local de trabalho e de outros servidores. Também foi solicitado o monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica e a proibição de deixar a comarca, devido a indícios de possível fuga para os Estados Unidos. Os pedidos foram deferidos pela justiça.

De acordo com as informações disponíveis, o enfermeiro se aproveitava da confiança dos médicos para acessar os consultórios e subtrair receituários de medicamentos controlados. Ele posteriormente os vendia ao farmacêutico, com o intuito de justificar vendas anteriores realizadas sem a apresentação das receitas. A responsabilidade pela fiscalização desses receituários é da Vigilância Sanitária.

GALENO

A operação recebeu o nome em referência a um médico que viveu em Roma entre 129 e 200 d.C, considerado o pai da Farmácia.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias