Search
Close this search box.
Publicidade

PRF prende dupla com pistola após ter executado ex presidiário

A vítima foi executada com tiros na cabeça e era membro de uma facção rival
Publicidade

PORTO VELHO – O ex presidiário identificado como José , 34 anos, foi cruelmente assassinado com vários tiros na região da cabeça dentro de seu apartamento localizado na Rua Peroba Rosa, bairro Areia Branca, zona sul de Porto Velho. Testemunhas contaram para a Polícia Militar que a vítima estava sozinho em seu apartamento que fica aos fundos de um comércio e logo dois criminosos chegaram em uma motocicleta e invadiram o local encontrando a vítima e o executado com tiros na cabeça, onde a vítima morreu na hora a dupla ficou tomando rumo a BR-364.

A Polícia Militar solicitou uma ambulância do Samu onde o médico pode constatar que o homem já estava sem vida e mantiveram o local isolado e solicitaram a perícia criminal junto com o rabecão para fazer os trabalhos de praxe. O local foi periciado sendo constatado diversas perfurações na cabeça da vítima e após a conclusão o cadáver foi removido para o Instituto Médico Legal.

Publicidade

Depois de alguns minutos que a dupla executou o ex presidiário, eles seguiram pela estrada da Coca cola sentido BR-364 e quando fizeram a conversão sentido ao Trevo do Roque, os assassinos se depararam com uma blitz da Polícia Rodoviária Federal e logo os policiais perceberam que a dupla estava de luvas e muitos nervosos, onde um dos policiais percebeu um volume na cintura de um deles e logo sendo achado uma pistola calibre 9mm contendo várias munições intactas e que a moto estava com motor e chassis raspado.

Os policiais militares receberam informações que a PRF havia prendido dois suspeitos com uma pistola e estavam com as mesmas características dos indivíduos que executaram o ex presidiário e se deslocaram para a central de flagrantes, onde através de fotos as testemunhas os identificaram como sendo autores do crime e logo eles confessaram e ainda contaram que são membros de uma facção criminosa. Eles foram enquadrados pelos crimes praticados sendo Homicídio, porte ilegal de arma de fogo e receptação de veículo roubado e ficaram à disposição da justiça.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias