Search
Close this search box.
Publicidade

Radicalização e vandalismo: Em Rondônia, ações extremistas são registradas nas BRs

Foram registradas agressões armadas contra forças de segurança pública, danos a veículos de passeio e incêndio a ônibus
Publicidade

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia registra, no início da tarde desta segunda-feira (12), quatro (4) pontos de bloqueio nas rodovias federais no Estado. As forças de segurança pública, de modo integrado, iniciaram as ações de desobstrução das vias.

Próximo ao horário do almoço, nossas equipes em Ji-Paraná/RO, em ação ostensiva para deter extremistas, realizaram a prisão de um homem, de 39 anos, que estava em uma caminhonete TOYOTA/Hilux, de cor preta. No interior do veículo foram encontrados alguns dos seguintes itens: uma pistola calibre .40, acompanhada de cinco carregadores e 44 munições; uma espingarda calibre 12 acompanhada de 15 munições; quatro celulares; um par de algema; três balaclavas; e quatro radiocomunicadores, que, inclusive, estavam sendo utilizados para obter informação dos órgãos de Segurança Pública.

Publicidade

Esse aparato, normalmente, é apreendido com organizações criminosas, porém, essa é a segunda oportunidade em que extremistas que utilizam as manifestações como “desculpa” para cometerem atos contrários à lei.

Durante esse final de semana, foram registrados outras ações criminosas por vândalos travestidos de manifestantes: veículos de passeio tiveram pneus furados, automóveis foram depredados em pontos de manifestação, cidadãos foram agredidos, ônibus foram incendiados, dentre outros atos ilegais. No mês de novembro, outras ações que atentaram diretamente contra a livre circulação nas vias federais foram registradas, como o derramamento proposital de óleo e graxa nas pistas, fato que poderia causar graves acidentes.

Ações para a repressão de ações criminosas já estão em curso, tanto na esfera do Poder Judiciário quanto nas áreas policiais, seja no campo ostensivo ou no investigativo. Todavia, para enfrentar eventos dessa natureza, a participação da sociedade é fundamental.

A colaboração pode ser feita de duas maneiras: a primeira e mais importante é o repúdio às ações criminosas contra a população rondoniense. Esse tipo de conduta não pode contar com apoio popular. Em outra linha de ação, é preciso reconhecer os agressores para efetuar a responsabilização legal. Denúncias podem ser feitas pelo telefone 191 ou por meio dos canais digitais (www.gov.br/prf).

 

Combate Clean Anúncie no JH Notícias