Search
Close this search box.
Publicidade

AOS GRITOS – Chrisóstomo desrespeita Benedita da Silva e deputada oferece calmante

Filha de lavadeira e moradora de favela, Benedita foi governadora do Rio de Janeiro
Publicidade

O debate da sessão deliberativa extraordinária dessa quinta-feira (2) na Câmara dos Deputados em Brasília teve um momento constrangedor entre a deputada Benedita da Silva (PT/RJ) e o deputado Coronel Chrisóstomo (PL/RO).

Em sua fala, Benedita da Silva afirmou que os deputados da base do Governo Lula defende a democracia. “Não venha aqui dizer que nós não defendemos a democracia, não sabem sequer fazer um debate com conteúdo para que a gente prove e comprove qual foi o governo que verdadeiramente trouxe a miséria para a população brasileira”, disse.

Publicidade

Logo em seguida Chrisóstomo tomou a fala e pediu que a deputada Benedita da Silva ficasse para ouvir seus argumentos e aos gritos afirmou: “Há ela saiu e foi embora porque ela sabe que eu sento a lenha, será que democracia é país que mata cidadão todo dia? Cuba é no paredão, é isso que é democracia? Vai para Cuba rapaz, vocês só gostam é disso, é de roubar o Brasil”, falou o deputado.

Logo em seguida a deputada federal Jandira Feghali (PC do B/RJ), que é medica, interviu e ofereceu um calmante para o Coronel. “Apenas para me oferecer como médica, caso alguém esteja precisando de um ansiolítico, um remédio que acalme os ânimos eu estou me disponibilizando para ajudar”, falou.

O destempero de Chrisóstomo na tribuna do Congresso Nacional pode causar problemas para ele através do Conselho de Ética da Casa, já que o próprio presidente da Câmara, Eduardo Lira (PP) garantiu que levará muito a sério possíveis abusos e excessos de falas dos parlamentares em suas falas.

Filha de lavadeira e moradora da favela da Praia do Pinto, Benedita da Silva é professora e foi governadora do Rio de Janeiro, deputada constituinte e Senadora.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias