Search
Close this search box.
Publicidade

Investimentos em educação vão melhorar aprendizado no interior de Rondônia

Confira as notas do dia, por Cícero Moura.
Publicidade

Divulgação

APRENDER CONECTADO

Publicidade

Com a entrega dos kits de informática e a capacitação dos professores, o Aprender Conectado finalizou o projeto piloto em 22 instituições de ensino de Espigão d’Oeste (RO).

BENEFÍCIOS

As escolas, que atendem 6.360 alunos e 369 docentes, foram contempladas com internet de alta velocidade, rede wi-fi em todo o ambiente escolar, além de notebooks para alunos e professores, telas e projetores, e carrinhos de armazenamento.

MAPEAMENTO

O principal objetivo do projeto piloto foi mapear as dificuldades e entender o melhor caminho para a conectividade das escolas para assim agora acelerar o processo de conexão.

NOVA ETAPA

Com o fim do projeto piloto, o Aprender Conectado avança agora para sua Fase 2, com 2.316 escolas já vistoriadas e prontas para receberem os recursos para oferecer melhores condições de aprendizado.

LOCALIZAÇÃO

As escolas estão localizadas em 9 cidades dos estados do Amazonas, Pará e Paraíba. Também estão em curso as vistorias das escolas que compõem a Fase 3 do Aprender Conectado, que compreende 5.170 unidades de ensino dos estados da Bahia, Maranhão, Acre, Amazonas, Amapá, Pará e Roraima.

PROJETO PILOTO

A primeira etapa do projeto piloto foi iniciada em novembro/22 com a vistoria técnica das escolas, quando foram verificadas as intervenções necessárias para a chegada da internet de alta velocidade e qual o tipo de conexão seria mais adequado.

BÁSICO

Foram escolhidas 177 escolas públicas de ensino básico em 10 cidades nas cinco regiões do País (Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-oeste).

MATERIAL

Os equipamentos foram fornecidos pela Positivo Tecnologia, que venceu um processo de compra promovido pela Entidade Administradora da Conectividade de Escolas – Eace, responsável pela implantação do Aprender Conectado. Todos os equipamentos têm o selo Aprender Conectado serigrafado, pois só podem ser usados nas escolas conectadas pelo projeto.

PREPARO

Após a entrega dos kits de informática, ocorrida em agosto, os 2.653 docentes das escolas participantes do projeto piloto estão passando por um programa de capacitação online para aprenderem como usar da melhor forma possível os equipamentos de informática e as ferramentas computacionais fornecidas pelo projeto para as escolas.

3 BI

O projeto de conectividade das escolas conta com recursos da ordem de R$ 3,1 bilhões definidos como obrigação estabelecida no Edital do 5G para as operadoras. Para definir os critérios e gerir os recursos foram criados o Gape, que tem a missão de fiscalizar, e a Eace, responsável pela execução.

ALVO

O objetivo é atender todas as escolas dos municípios selecionados, garantindo conexão com alta velocidade mesmo àquelas que não possuem energia. Os critérios de escolha dos municípios levaram em conta o IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios), o percentual de alunos impactados, a densidade SCM (Serviço de Comunicação Multimídia), que revela a disponibilidade pré-existente de infraestrutura de banda larga, e a localização diferenciada em áreas de quilombolas, reservas indígenas e assentamentos. Mais informações em www.eace.org.br

CHAMAMENTO

A Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas, Tecnológicas e à Pesquisa – Fapero, informa a reabertura das inscrições das chamadas do Programa Tecnova 01/2023 e 02/2023.

CHAMAMENTO 2

As chamadas são destinadas, respectivamente, ao credenciamento de agências, escritórios e instituições que promovam programas de internacionalização e de aceleradoras de startups.

HABILITAÇÃO

Os cadastrados irão se habilitar para o fornecimento de serviços para empresas beneficiárias do Programa Tecnova III, operacionalizado pela Fapero em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Governo Federal.

INVESTIMENTO

A estimativa é de que as startups e empresas inovadoras que serão beneficiadas pelo Tecnova III em Rondônia terão um orçamento de até R$ 22.500,00 para pagar pelo serviço de aceleração. Já para o apoio à internacionalização das empresas, o valor disponível para investimento é de R$ 50 mil para cada uma.

FINALIDADE

O Programa Tecnova III tem por objetivo apoiar, por meio de recursos de subvenção econômica (recursos não-reembolsáveis), o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e processos inovadores de empresas brasileiras para o incremento dos setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais e de inovação dos estados.

AGÊNCIAS DE INTERNACIONALIZAÇÃO

Já para o credenciamento de Agências de Internacionalização de Empresas, poderão se inscrever agências, escritórios e instituições que promovam programas de internacionalização visando à ampliação da atuação de uma empresa no mercado internacional. O Processo de Internacionalização deverá conter duas fases.

PRAZO

O prazo para submissão é até 3 de novembro de 2023 e poderá ser feita através do link:

Os editais para internacionalização basta acessar o edital 3/2023 correspondente à Chamada Pública 01/2023 através do link https://rondonia.ro.gov.br/wp-content/uploads/2023/09/EDITAL-No-6-2023-FAPERO-DITT.pdf.

Já para as aceleradoras de negócios basta acessar o edital 6/2023 da Chamada Pública 02/2023 através do link https://rondonia.ro.gov.br/wp-content/uploads/2023/09/EDITAL-No-3-2023-FAPERO-DITT.pdf

EVENTO

A 7ª edição do Clássicos do Mundo levou mais de 1.500 pessoas ao Palácio das Artes, em Porto Velho, no final de semana, para celebrar a arte e arrecadar recursos para o Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (NACC), que desde 2007 atende crianças e adolescentes em tratamento da doença, em Porto Velho.

APOIO

O espetáculo, que pela quarta edição consecutiva recebeu patrocínio da Santo Antônio Energia, reuniu tenores, barítonos e sopranos na interpretação de grandes sucessos da música clássica e de obras representativas da cultura de vários países.

DESTINO

Os recursos arrecadados na realização do show são revertidos para a manutenção da Casa de Apoio do NACC, que atende atualmente 125 crianças e adolescentes vindas de cidades do interior de Rondônia, estados como Pará, Acre e Amazonas, além de países vizinhos, como Bolívia e Peru, que chegam à Porto Velho para realizar o tratamento no Hospital do Amor.

DIA DAS CRIANÇAS

A Santo Antônio Energia também apoiou a festa do Dia das Crianças, realizada pela Prefeitura de Porto Velho, em conjunto com o gabinete da deputada estadual e primeira-dama, Ieda Chaves.

MULTIDÃO

O evento reuniu milhares de pessoas no dia 12 de outubro, na avenida Santos Dumont, na zona Norte da cidade, e ofereceu diversas atrações musicais e recreativas. A Santo Antônio Energia doou 100 bicicletas sorteadas entre as crianças que participaram da festa.

Anúncie no JH Notícias