Search
Close this search box.
Publicidade

Alerta da Defesa Civil Municipal: Nível do rio Madeira em queda preocupante

Comparando com o ano anterior, no mesmo período, o nível do Rio Madeira estava em 2,20 metros
Publicidade

A Defesa Civil Municipal de Porto Velho emitiu um alerta preocupante sobre o nível do rio Madeira, que continua a diminuir. Na última segunda-feira, o rio atingiu a marca de 1,77 metro, indicando uma situação de pré-seca. Esse nível já é considerado abaixo do normal para esta época do ano.

Comparando com o ano anterior, no mesmo período, o nível do Rio Madeira estava em 2,20 metros, de acordo com Elias Ribeiro Barros, coordenador da Defesa Civil Municipal. Ele destaca que ainda estão em estado de alerta, mas se o nível cair para 1,5 metro, a situação poderá ser considerada de calamidade pública.

Publicidade

A Defesa Civil mantém um monitoramento constante do rio, com foco em áreas de alto risco para a navegação, como a região do Belmont, onde existem pedrais. Na última sexta-feira (1º), a Defesa Civil Municipal participou de uma reunião da Sala de Crise com a Defesa Civil Nacional, CPRM, ANA e Sensipam para monitorar a situação.

Devido a essa situação, a Marinha do Brasil, por meio da Delegacia Fluvial, proibiu a navegação noturna nesta época do ano para evitar acidentes com embarcações.

ORIENTAÇÕES

Pescadores e banhistas também estão recebendo constantes alertas. Eles são orientados a não utilizar as margens do rio, que podem ceder e causar graves acidentes. Além disso, as pessoas que gostam de tomar banho no Rio Madeira nesta época de estiagem devem estar cientes dos perigos, como a existência de poços profundos que podem levar a afogamentos, bem como o risco de ataques de animais, como candirus, arraias, cobras e jacarés.

FESTIVAL

Elias Ribeiro ainda aproveitou a ocasião para agradecer toda equipe da Defesa Civil e das demais secretarias que trabalharam durante o Festival de Praia de Fortaleza do Abunã, que aconteceu no último final de semana. Também elogiou os participantes, que acataram todas as orientações e, por conta disso, nenhum incidente aconteceu.

“Nosso trabalho foi orientar as pessoas, interditar uma construção antiga que oferece riscos de acidente e auxiliar o Corpo de Bombeiros. Graças a Deus foi tudo tranquilo, o público respeitou”, afirmou Elias.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias