Search
Close this search box.
Publicidade

Com produção de mel em crescimento, Prefeitura de Porto Velho oferece cursos técnicos e apoia apicultores

Produção de mel triplicou nos últimos quatro anos na capital
Publicidade

Nos últimos anos, Porto Velho tem experimentado um crescimento exponencial em sua produção agropecuária. E esse aumento também chegou à produção de mel, que saiu de cerca de oito a 12 toneladas ao ano, em 2019, para mais de 30 toneladas em 2023. Os dados não são precisos, pois o setor ainda conta com muitos pequenos produtores não cadastrados pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semagric).

Em 2019, a Prefeitura de Porto Velho, através da Semagric, implantou o programa Mel do Porto, distribuindo centenas de caixas para criação, equipamentos de proteção para os apicultores, ofertando cursos técnicos de qualificação e capacitação e entregando outros equipamentos. A produção de mel no município se concentra na agricultura familiar.

Publicidade
A produção de mel no município se concentra na agricultura familiarA produção de mel no município se concentra na agricultura familiar

“Desde então, a produção de mel está em franco crescimento no município e estamos hoje com cerca de 108 produtores cadastrados. A Prefeitura tem oferecido, em conjunto com parceiros, cursos, palestras e distribuído equipamentos para apoiar os apicultores. É um trabalho que já rende frutos e segue se expandindo”, avalia o responsável técnico pela área de apicultura na Semagric, Roseval Guzo.

Com essa expansão, foi reativada/organizada a Associação dos Produtores e Meliponicultores da Amazônia (Apama), está apta a receber recursos, e conta hoje com 48 sócios e toda a produção é comercializada em Porto Velho, que tem um grande mercado consumidor. A Semagric inclusive já sinalizou com a cedência de uma área para a Apama construir uma agroindústria do mel, beneficiando o produto e ampliando a oportunidade de comercialização e de ganhos aos associados.

Evento visa promover a integração entre os apicultores e trazer novas informações para o setorEvento visa promover a integração entre os apicultores e trazer novas informações para o setor

A produção de mel, além de oferecer alternativa econômica, também é uma atividade sustentável e com muita importância para o meio ambiente. As abelhas são muito importantes para a natureza e para a própria sobrevivência do homem. Além da produção de mel, própolis, cera e o pólen apícola, entre outros, o processo de polinização realizado pelas abelhas representa cerca de dois terços dos alimentos ingeridos pelos seres humanos. Com isso, ela contribui para o fomento e fortalecimento da economia no planeta.

DIA ESPECIAL

Em mais um evento visando promover a integração entre os apicultores e trazer novas informações para o setor, será realizado no próximo dia 11 de maio, a partir das 8h, o Dia Especial de Apicultura da Amazônia Ocidental. O evento é promovido pela Semagric e parceiros e vai reunir apicultores de Porto Velho e dos demais municípios de Rondônia.

O Dia Especial vai ocorrer no Café Quixadá, na Estrada do Areia Branca, KM 3,8 Ramal Quixadá, na zona rural de Porto Velho. Na ocasião, serão entregues 400 caixas para a criação de abelhas, entre outros produtos e equipamentos para os apicultores.

PROGRAMAÇÃO

08:00 – Inscrição para o Evento
08:30 – Café da Manhã
09:30 – Formação da Mesa de Cerimonial
10:30 – Entrega de Equipamentos
12:00 – Almoço
13:00 – Mesa Redonda (Debates e mini palestras)
15:00 – Encerramento

Combate Clean Anúncie no JH Notícias