Search
Close this search box.
Publicidade
EcoRondônia

Hospital Regional e UPA de Vilhena, RO, passam por novas fiscalizações

Segundo o Cremero, foram verificadas "melhorias no atendimento". Entre as principais irregularidades apontadas anteriormente estavam problemas estruturais, de equipamentos e na divisão do atendimento ao público.
Publicidade

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) de Vilhena (RO) e o Hospital Regional Adamastor Teixeira de Oliveira receberam novas fiscalizações do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero). As fiscalizações aconteceram para verificar se as irregularidades apontadas pelo Conselho haviam sido solucionadas.

Segundo informado pelo órgão nesta sexta-feira (22), “houveram melhorias, principalmente nos atendimentos”. Algumas documentações administrativas ainda seguem pendentes, mas a estrutura e equipamentos dispostos entraram em conformidade.

Publicidade

Divisão no atendimento

Outro ponto apontado como importante e que impacta diretamente a população é a divisão no atendimento de urgência.

“Antes todo o atendimento de urgência era concentrado no Hospital Regional. Depois que esse prédio fechou para reforma, toda essa demanda foi enviada para a UPA, o que não é o ideal”, explicou o Dr. Marco Túlio Teodoro, vice-presidente do Cremero.

Mas atualmente os atendimentos dos pacientes de urgência e emergência foram retirados da UPA e voltaram para o Hospital Regional. Apenas a baixa complexidade ficou na UPA. A divisão das demandas deve melhorar os atendimentos.

A orientação, portanto, é que a população não procure o Hospital Regional para situações de menor gravidade, e sim a UPA que tem competência para fazer a triagem desses casos.

 

Anúncie no JH Notícias