Search
Close this search box.
Publicidade

Mais de 60 quilômetros de recapeamento já foram feitos pela Prefeitura de Porto Velho em 2023

Serviço atende atualmente a ruas da zona central
Publicidade

Porto Velho já ultrapassou a marca de 60 quilômetros de recapeamento em 2023. São mais de 15 bairros atendidos desde janeiro deste ano pela Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Obras (Semob).

Uma novidade anunciada é sobre a avenida Calama, trecho entre as avenidas Mamoré e Guaporé, que tem previsão de obras de recapeamento e drenagem. O local é conhecido pela grande quantidade de pontos comerciais e um dos principais acessos à zona Leste.

Publicidade

“Ali é um ponto que alaga, gera transtorno e ainda tem um canteiro central sem serventia. Então tivemos uma reunião com o prefeito Hildon Chaves, que solicitou uma atenção especial para esse pedaço da Calama. Demos início ao planejamento para que ainda no mês de agosto o trabalho seja iniciado através da drenagem”, explicou Diego Lage, secretário titular da pasta.

São mais de 15 bairros atendidos desde janeiro deste ano pela PrefeituraSão mais de 15 bairros atendidos desde janeiro deste ano pela Prefeitura

No centro da cidade, a via que recebeu a nova camada asfáltica recentemente é a Alexandre Guimarães, assim como os bairros Mocambo, Vila Tupi, Areal e diversas outras foram atendidas com aproximadamente 5 quilômetros de recapeamento.

Já na zona Sul, uma das principais ruas de acesso aos bairros, a Anari, recebeu mais de 2 quilômetros de recape. Também na região, o bairro que foi atendido pelo recape foi o Conceição. Ao todo, foram seis ruas e quase 2,5 quilômetros de nova camada asfáltica no bairro.

Ainda de acordo com o secretário, o serviço de recapeamento é importante para dar sobrevida ao pavimento, além de ter um acabamento com maior qualidade.

“O tapa-buraco é um serviço paliativo, que resolve um problema de forma rápida, mas a médio prazo não atende a população a contento. Nos primeiros seis meses do ano temos o agravante da grande quantidade de chuvas, então o que conseguimos fazer rapidamente e com qualidade é o recapeamento, que dá mais tempo de vida ao asfalto já feito e tem mais qualidade oferecida para a população, que não quer, por exemplo, ter um prejuízo causado aos veículos por conta de buracos ou asfalto com ondulações, por isso também a prioridade dada ao recapeamento”, resume.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias