Search
Close this search box.
Publicidade

NA JUSTIÇA – AROM derruba piso dos professores e sistema educacional pode implodir em Rondônia

Indicativos de greve já estão sendo registrados em todo o Estado
Publicidade

Presidida pelo prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (UNIÃO), a Associação Rondoniense dos Municípios – AROM, conseguiu suspender na Justiça a portaria do Ministério da Educação que estipulou o piso salarial dos professores em R$ 4.420,55.

A suspenção do pagamento do piso dos professores em Rondônia foi monocraticamente deferida pelo juiz federal Michael Procópio Ribeiro Alves Avelar. De acordo com a decisão do magistrado, a suspenção é válida até a decisão final do Tribunal Regional Federal da primeira região – TRF-1.

Publicidade
Professores já estão se mobilizando para reivindicarem o direito ao piso

De acordo com a AROM, o reajuste do piso dos professores “trouxe prejuízos ainda mais expressivos aos orçamentos dos municípios rondonienses”.

Essa decisão foi um balde de água fria nos professores, que em vários municípios rondonienses já registram mobilizações e protestos para que as prefeituras paguem o piso de R$ 4.420,55.

Essa iniciativa da AROM pode implodir o sistema educacional em Rondônia com a possibilidade de paralisações e protestos em todas as cidades do Estado.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias