Search
Close this search box.
Publicidade

PESQUISA – Desocupação aumenta em Rondônia no último trimestre de 2023, mas mantém menor taxa do país

Em relação às capitais brasileiras, Porto Velho apresentou uma taxa de desocupação de 6,7% no quarto trimestre de 2023, deixando a liderança entre as menores taxas e passando para a oitava posição.
Publicidade

A Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) revelou que, no último trimestre de 2023, houve um aumento na taxa de desocupação em Rondônia. O estado passou de uma taxa de 2,3% no terceiro trimestre para 3,8% no quarto trimestre do mesmo ano. Apesar desse aumento, Rondônia manteve-se com a menor taxa de desocupação do país durante todo o ano de 2023, com uma média de 3,2%.

Em relação às capitais brasileiras, Porto Velho apresentou uma taxa de desocupação de 6,7% no quarto trimestre de 2023, deixando a liderança entre as menores taxas e passando para a oitava posição. Campo Grande (MS) registrou o menor índice de desocupação no período analisado, com 2,6%.

Publicidade

No quarto trimestre de 2023, em Rondônia, do total de pessoas ocupadas (808 mil), 21,5% trabalhavam no comércio, 19,8% desempenhavam atividades na administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, e 18,8% trabalhavam no setor agropecuário.

A PNAD Contínua também apontou que todos os estados das Regiões Norte e Nordeste apresentam taxas de informalidade maiores que o índice brasileiro. Enquanto a proporção de trabalhadores brasileiros sem registro em carteira ou CNPJ foi de 39,2% em 2023, a Região Norte teve 52,3% e a Nordeste 52,1%. Rondônia ficou na décima posição entre os estados com as maiores taxas de informalidade, registrando um índice de 46,1%.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias