Search
Close this search box.
Publicidade

Porto Velho: município volta ao destaque com aumento da pobreza

Resultado é parte da pesquisa do IBGE
Publicidade

O futuro presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá pela frente um governo com diversos obstáculos para serem solucionados. O governo de transição já avisou que o Brasil tem o caixa em ruína e muitos problemas atrelados ao governo do (PL).

Em meio à crise que avança, o grande desafio é tirar o país da linha da pobreza, como é o caso de Porto Velho, Rondônia que pelo segundo ano consecutivo retorna ao patamar da pobreza.

Publicidade

Só em 2021, disse o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pouco mais de 70 mil pessoas passaram figurar na linha da pobreza em Porto Velho. O Banco Mundial destaca ‘pobreza’, aquela pessoa que vive com renda mensal per capita de até R$ 450,00. Nada de novo fronte, o município já vinha cambaleando a ladeira da miséria desde 2021.

A pandemia da Covid-19 e a inflação no mercado brasileiro já eram ligadas ao problema, agora foi atribuída “ao aumento no custo de vida das cidades, principalmente nos grandes centros e a queda nos salários”.

Ao se olhar da janela Brasil é quando o problema torna mais desolador. De acordo com o órgão, “uma em cada três pessoas no país estão em situação e pobreza – o que representa 29,4% da população – e quase uma a cada dez pessoas estão na pobreza extrema – 8,4% da população”.

Combate Clean Anúncie no JH Notícias